Economia Dono da Dolly garante que obra em área de preservação foi autorizada

Dono da Dolly garante que obra em área de preservação foi autorizada

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) negou nesta quarta-feira (25) o pedido de prisão do empresário Laerte Codonho, dono da marca de refrigerantes Dolly. O empresário e outras 11 pessoas são suspeitas de desmatar uma área de preservação permanente na cidade de São Lourenço da Serra, interior de São Paulo.