Enem 2018
Educação Após baixa abstenção, 2º dia do Enem espera 4,2 mi de candidatos

Após baixa abstenção, 2º dia do Enem espera 4,2 mi de candidatos

Desde quando o exame adotou os moldes atuais, em 2009, essa é a menor baixa registrada. Cerca de 1.374 mi não compareceram ao 1º dia de provas

Menor abstenção no Enem

1º dia do Enem 2018 foi o que teve a menor abstenção de candidatos no exame

1º dia do Enem 2018 foi o que teve a menor abstenção de candidatos no exame

Ananda Migliano/Ofotográfico/Folhapress - 4.11.2018

O primeiro dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2018 teve a menor baixa de candidatos na história do exame desde a adoção dos moldes atuais, em 2009, quando passou a ser feito em dois dias. Neste ano, menos de 25% dos inscritos deixaram de fazer a prova, o segundo dia espera cerca de 4,2 milhões de pessoas para fazerem as provas de Matemática e Ciências da Natureza.

Dos 5,5 milhões de candidatos inscritos, cerca de 1.374.430, não compareceu ao local de prova no domingo passado (4), dia das provas de Linguagem, Ciências Humanas e Redação. Nesse primeiro dia, também foram eliminados 71 participantes, 67 deles por descumprimento de regras gerais do edital do Enem. Dois, por problemas após revista no detector de metal e outros dois por uso de ponto eletrônico durante a prova.

Para o ministro da Educação Rossieli Soares, esse número ainda pode baixar, pois candidatos que não compareceram ao primeiro dia ainda podem ir ao segundo. No entanto, mesmo que a pessoa acerte as 90 questões, ela não conseguirá competir para uma vaga nas universidades inscritas no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) por causa da baixa nota. A lista de abstenção oficial será fechada apenas após o segundo domingo de prova.

Enem 2018: menor abstenção registrada

O índice de abstenção do Enem de 2017 foi de 30,2% dos inscritos. O maior índice de falta de candidatos até agora foi registrado em 2009, ano de estreia da prova nos moldes atuais, com 37,7% dos estudantes ausentes. "O menor número de ausentes desde 2009 mostra que as medidas tomadas para a inscrição consciente deram certo", disse o ministro da Educação, Rossieli Soares.

Essa "inscrição consciente" é uma das possíveis explicações para a alta de alunos no exame deste ano. Uma das mudanças dos outros anos para esse é a obtenção do direito de isenção da taxa. Antes não era necessário, mas a partir desse Enem o candidato isento que não comparecer aos dois dias de prova deverá justificar-se.

Para se ter uma noção do problema das abstenções, entre 2013 e 2017, a falta dos candidatos causou prejuízo de R$ 1 bilhão aos cofres públicos, segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Quem faltou aos dois dias de prova em 2017, por exemplo, teve que justificar-se neste ano. Caso a justificativa não seja aceita, o candidato ainda dispõe de recurso para poder recorrer e conseguir o benefício.

Os gabaritos e cadernos de questões do Enem 2018 serão liberados no dia 14 de novembro, no site do Enem. Os resultados oficiais estão programados para 18 de janeiro de 2019.

*Estagiário do R7, com supervisão de Ingrid Alfaya