Educação Após decisão judicial, servidores da Unicamp em greve deixam reitoria

Após decisão judicial, servidores da Unicamp em greve deixam reitoria

Justiça estabeleceu prazo de 24 h para que os sindicalistas saíssem, o que foi cumprido. A saída se deu após reunião com representantes da Universidade

Servidores da Unicamp em greve deixam reitoria após decisão judicial

Servidores da Unicamp em greve deixam reitoria após decisão judicial

Agência Estado/Renato Cesar Pereira - 05.07.2018

Por determinação judicial, dirigentes do STU (Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp) que ocupavam a reitoria da Unicamp (Universidade de Campinas) deixaram o prédio na manhã desta sexta-feira (6). Servidores da Unicamp estão em greve há 46 dias.

A Justiça estabeleceu prazo de 24 horas para que os sindicalistas abandonassem o local, o que foi cumprido. A saída se deu após reunião com representantes da Administração Central da Universidade.

Funcionários da Unicamp iniciam greve por ajuste salarial

A decisão em caráter liminar foi do juiz da 1º Vara da Fazenda Pública de Campinas, Mauro Iuji Fukumoto, expedida na tarde de quinta-feira (5).

Fukumoto também determinou que fosse agendada nova reunião de negociação entre as partes no prazo de até 24 horas após a desocupação da reitoria. Em comum acordo, porém, as duas partes proporão ao magistrado que esse encontro seja realizado na próxima terça-feira (10).

Servidores da Unicamp ocupam reitoria, mas Justiça estipula multa

Além de 1,5% de reajuste salarial oferecido pelo Cruesp (Conselho de Reitores das Universidades Estaduais de São Paulo), a Universidade propôs o aumento do auxílio alimentação de R$ 850 para R$ 950 e a destinação de 10% da arrecadação excedente do ICMS em 2018 para aplicação nos planos de carreira de servidores, docentes e pesquisadores. Em assembleia, os trabalhadores rejeitaram os dois itens e decidiram manter a paralisação.

Na quarta-feira (4), o mesmo juiz havia determinado aplicação de multa de R$ 5 mil ao Sindicato após bloqueio pelos funcionários nas entradas de acesso à Unicamp, no campus de Barão Geraldo, em 29 de junho.

    Access log