Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Educação
Publicidade

Assembleia Legislativa de SP aprova distribuição de absorventes íntimos em escolas públicas

Projeto de lei cria o Dignidade Íntima para combater a pobreza menstrual. Medida agora irá à sanção do governador João Doria 

Educação|Do R7


Pobreza menstrual traz diversos impactos sociais e financeiros
Pobreza menstrual traz diversos impactos sociais e financeiros

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou nesta terça-feira (15) um projeto de que torna lei o programa Dignidade Íntima, iniciativa que distribuirá itens de higiene menstrual em escolas da rede pública estadual. O projeto, proposto pelo governo estadual, agorá irá à sanção do governador João Doria (PSDB). 

Durante o processo, seis emendas parlamentares foram aprovadas ao texto original. Duas delas são para implantação de ações e campanhas educacionais sobre higiene menstrual e as outras emendas garantem a distribuição dos kits para alunas das Etecs e Fatecs e a disponibilização de coletores menstruais reutilizáveis na lista de produtos.

Criado em 2021, o programa Dignidade Íntima é uma iniciativa do governo estadual para combater a pobreza menstrual e a falta de recursos básicos na educação. Além de fornecer os produtos de higiene, o projeto visa conscientizar estudantes e professores sobre temas relativos à saúde da mulher.

A pobreza menstrual consiste na falta de acesso a mulheres de itens e infraestrutura básica para manter a higiene durante o ciclo menstrual. Além das complicações de saúde, o problema traz diversos impactos sociais e financeiros.

Leia também

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.