Enem 2019: Polícia Militar reforça operação para os dias de exame

Mais de 4.300 policiais atuam no reforço para manter a ordem e a segurança da população nos dias de prova

Polícia Militar intensificou ações e estratégias para segurança do Enem

Polícia Militar intensificou ações e estratégias para segurança do Enem

Pablo Marques/R7

Garantir a segurança e o sigilo da distribuição e aplicação das avaliações, além de intensificar o policiamento nos dias e locais do exame. Essas ações fazem parte da Operação ENEM 2019 da Polícia Militar, que teve início no dia 16 de agosto e segue até 10 de novembro, último dia de realização de provas.

No total, 231 escoltas com rotas estrategicamente planejadas foram acionadas para entrega de materiais em 1.302 instituições de ensino. A operação contemplou escoltas para os seguintes percursos: da gráfica até o 4º batalhão de infantaria leve do exército, até o interior e o litoral paulistas, e rumo ao Aeroporto Internacional de Guarulhos (com destino aos demais estados do Brasil).

Além disso, houve intensificação do policiamento nos locais de aplicação do exame, programado para os dias 3 e 10 de novembro. E escoltas planejadas para acompanhar no recolhimento das provas, após o término, rumo à correção.

Sinergia

Com essa atuação, estima-se o emprego de 4.360 policiais militares e 600 viaturas de todos os batalhões territoriais do estado de São Paulo. Todas as operações dos dias de provas serão monitoradas pela PM a partir do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR/SP e COI/SP).

Representantes da Polícia Civil, Guarda Civil Metropolitana, Defesa Civil, Secretaria de Educação, Companhia de Engenharia de Tráfego, Agências reguladoras de energia, entre outros órgãos, também estarão envolvidos na operação para sanar eventuais problemas e garantir uma pronta resposta à população nas questões de segurança.