Enem 2021

Educação Enem: ainda dá tempo de estudar, saiba como planejar os estudos

Enem: ainda dá tempo de estudar, saiba como planejar os estudos

Professores de cursinho explicam como montar um roteiro para as provas; inscrições para o exame começam na próxima quarta (30)

Ainda dá tempo de estudar para o Enem, confira as dicas dos professores

Ainda dá tempo de estudar para o Enem, confira as dicas dos professores

Tomaz Silva/Agência Brasil

Faltam cinco meses para as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a principal porta de entrada para uma universidade. As provas, tanto na versão impressa como digital, serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro. Os professores João Pitoscio Filho, do cursinho Etapa, e Carlos Massaiti Okubo, do Poliedro, dão dicas para ajudar estudantes a organizarem um roteiro de estudos.

Inep divulga resultado de recursos sobre pedidos de isenção do Enem

As inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) começam na próxima quarta-feira (30). Os interessados poderão se inscrever acessando a Página do Participante no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) até o dia 14 de julho. O valor da taxa é de R$ 85.

O professor João Pistoscio orienta aos estudantes planejarem os estudos de modo plural,  dando espaço para todas as matérias. "O Enem é composto por questões com conteúdo de todo o ensino médio, por este motivo, o aluno precisa estar preparado de modo igual em todas as disciplinas", comenta.

A correção do exame é realizada por meio da TRI (Teoria de Resposta ao Item), algoritmo usado pelo Enem para corrigir e dar nota às questões da prova. A teoria é uma forma de atestar os conhecimentos dos estudantes impedindo o `chute`. "É preciso que o aluno desenvolva um plano estratégico com base na TRI. Ele precisa acertar as questões mais difíceis que valem mais pontos e não errar as fáceis, caso contrário o algoritmo vai entender que perguntas de nível difíceis foram chutes", explica. Por isso a importância de estarem preparados para os conteúdos básicos de todas as áreas e atingir uma nota satisfatória no final do exame.

Enem 2021: veja 7 livros que podem ajudar a fazer a redação do exame

Em meio a pandemia da covid-19 muitos estudantes enfrentam dificuldades para focar e organizar o plano de estudos. O professor Carlos Massaiti Okubo destaca ter um roteiro ajuda no dia a dia. "O estudante deve criar uma tabela com dias e horários semanais com as disciplinas e o conteúdo que será revisado."

Dedicação e disciplina são fundamentais na visão dos professores. Não adianta elaborar um cronograma e não cumprir. O estudante deve desligar o celular, esquecer das redes sociais e estudar em um local tranquilo.

Outra dica importante é fazer provas de anos anteriores. "É uma prática válida e deve fazer parte do cronograma estudantil do aluno", comenta. "Com a prática dos simulados, o estudante aprende a calcular o tempo gasto por questão dentro do tempo total de prova, com isso, sabe administrar melhor o tempo e tem chance de ter um bom rendimento durante a prova".

Estudantes devem eloborar roteiro de estudos

Estudantes devem eloborar roteiro de estudos

Reprodução/Pixabay

Outra recomendação é a prática da redação. Vale escrever textos com base nos temas de provas passadas e pedir para que um professor faça a correção. 

A leitura de redações nota mil ajudam a entender os critérios de correção usados pelo Enem.

O Inep, responsável pela aplicação do exame, avalia cinco competências nos textos: domínio da normal padrão da língua portuguesa, compreensão da proposta de redação, seleção e organização das informações, demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto e a elaboração da proposta no texto argumentativo.

Para ter mais informações sobre o cronograma, a estrutura do exame, critério de correção da prova, vale ler o Edital, que está disponivel na página do participante no site do Inep.

*Estagiário sob supervisão de Karla Dunder

Arte R7

*Estagiário do R7 sob supervisão de Karla Dunder

Últimas