Enem 2017
Educação Enem teve 32% de abstenção no segundo dia de prova

Enem teve 32% de abstenção no segundo dia de prova

Cerca de 4,57 milhões de estudantes fizeram o exame neste ano  

Enem teve 32% de abstenção no segundo dia de prova

Maria Inês Fini e Mendonça Filho: em 2017, a abstenção média nos dois dias de Enem foi de 30,9%

Maria Inês Fini e Mendonça Filho: em 2017, a abstenção média nos dois dias de Enem foi de 30,9%

Agência Brasil

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) teve 32% de ausência de candidatos inscritos neste domingo (12), no segundo dia de provas. A informação foi divulgada no balanço realizado pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, e da diretora do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Maria Inês Fini, após a realização do exame. Um total de 580 candidatos foram desclassificados  (578 deles por descumprimento do edital e dois por recusa em fazer a coleta do dado biométrico). Mais de 4,57 milhões de estudantes fizeram a prova neste ano.

Cerca de 2,15 milhões de inscritos não compareceram às provas aplicadas neste segundo dia de exame. Os candidatos responderam neste domingo (12) questões de matemática e ciências da natureza (química, física e biologia). No domingo passado (5) foram aplicadas as provas de redação, linguagens e ciências humanas.

No primeiro dia de prova, foi registrada uma abstenção de 29,8%, com cerca de 2 milhões de candidatos faltosos. No ano passado, a abstenção média nos dois dias de Enem foi de 29,19%. A média deste ano ficou em 30,9%.

Neste ano, um total de 853 candidatos foram eliminados do Enem nos dois dias de prova, sendo 273 no primeiro dia e 580 no segundo dia. A maioria foi eliminada por descumprimento de regras do edital (842), nove por terem sido identificadas irregularidades nos detectores de metais e dois por recusa do dado biométrico.

Ocorrências

Foram registradas 158 ocorrências nos dois dias de aplicação, sendo 45 neste domingo (12) e 113 no domingo passado (5). Os casos não comprometeram a aplicação.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, classificou esta edição como a mais tranquila aplicação do Enem nos últimos anos, com pouquíssimas ocorrências. Na avaliação dele, o índice de abstenção está dentro da média.

"Este ano tivemos poucas ocorrências que tiveram necessidade de atuação por parte do MEC ou de seus colaboradores. Também observamos que é viável a aplicação em dois domingos com uma grande adesão e simpatia por parte dos estudantes, que têm mais tranquilidade e menos pressão. Vale destacar que a atuação da PF evitou fraudes. Nome nas provas, detectores de metal, identificação de transmissores colaboraram muito para evitar fraudes", avaliou Mendonça Filho.

“Historicamente, o primeiro dia tem menos abstenção do que o segundo dia. É um dado que repete um comportamento padrão em exames anteriores. Não vejo isso como uma grande novidade”, disse. O ministro lembrou que, a partir deste ano, o participante isento do pagamento da taxa de inscrição do Enem que não compareceu às provas e não justificar a ausência perderá o direito a nova isenção no ano que vem.

Mendonça Filho anunciou que será garantida a gratuidade para o Enem 2018 para todos que fizeram Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) e tiverem pontuação mínima. A prova será aplicada no próximo domingo (19).

Suspeita de fraude

A Polícia Federal desencadeou hoje (12) a operação Passe Fácil, com o cumprimento de 31 mandados de busca e apreensão e 31 de condução coercitiva em 13 estados por suspeitas de fraudes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os mandados foram cumpridos nos estados de Pernambuco, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“A partir dos dados colhidos hoje, a investigação terá continuidade, e podemos ter desdobramentos nos próximos dias”, explicou o delegado da Polícia Federal Franco Perazzoni. Segundo ele, tanto beneficiários como integrantes da quadrilha foram identificados.

A operação buscou desvendar e desarticular esquema de candidatos interessados em fraudar o processo a partir da resolução da prova por especialistas em determinadas áreas de conhecimento, chamados de pilotos, que posteriormente repassavam os gabaritos aos candidatos que os contrataram.

Delegado da PF Perazzoni: "62 mandados contra suspeita de fraude"

Delegado da PF Perazzoni: "62 mandados contra suspeita de fraude"

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O delegado explicou que a operação teve como alvo pessoas com grande probabilidade de terem fraudado exames anteriores e que estavam inscritas na prova de hoje. A PF, no entanto, ainda não identificou indícios de fraudes no Enem deste ano. Segundo o delegado, não foram realizadas prisões hoje, pois nenhum dos alvos estava portando escutas, por exemplo.

O delegado avaliou que esta edição do Enem foi mais tranquila do que em anos anteriores. “Este ano tivemos muito mais tranquilidade do que em anos anteriores. Tivemos apenas ocorrências normais”, disse o delegado.

Para o ministro da Educação, Mendonça Filho, o anúncio de novas medidas de segurança, como a identificação das provas e o reforço com detectores de metal e de ponto eletrônico em cada local de aplicação, ajudaram a prevenir fraudes. “Isso tudo ajudou para que pudéssemos repelir preventivamente qualquer tentativa de fraude”, disse.

Resultados

O gabarito oficial do Enem será divulgado até a próxima quinta-feira (16) no Portal do Inep e no aplicativo do Enem. Os cadernos de questões de cada dia serão disponibilizados também no site do Inep e no aplicativo. Já o Boletim de Desempenho, que traz as notas idividuais dos participantes, deverá ser disponibilizado só  em 19 de janeiro de 2018.

O resultado do Enem pode ser usado em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os alunos que foram prejudicados pela falta de luz na primeira prova poderão fazer o exame no dia 12 de dezembro. O resultado do Enem será divulgado no dia 19 de janeiro de 2018.