Enem 2020

Educação Entenda como usar a nota do Enem para o Sisu, Prouni e Fies

Entenda como usar a nota do Enem para o Sisu, Prouni e Fies

Exame é a porta de entrada para universidades públicas e também para estudantes conquistarem bolsa de estudos ou financiamento 

Entenda como usar a nota do Enem nos programas de governo

Entenda como usar a nota do Enem nos programas de governo

Freepik

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é a principal porta de entrada para universidade federais e usado para o acesso à instituições particulares. Com a mudança no calendário — as provas serã aplicadas em janeiro — muitos estudantes ficaram preocupados como acessar programas e muitos ficaram confusos, sem saber como participar.

Na sexta-feira (11), o MEC (Ministério da Educação) anunciou que as inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) serão abertas em abril de 2021, após a divulgação das notas do Enem, programada para o dia 19 de março. Permitindo, assim, que os estudantes usem o resultado do exame deste ano para o acesso ao sistema.

O Sisu, criado em 2009 pelo governo federal, é uma política de acesso às universidades federais e utilizado por algumas públicas estaduais. Para participar, os estudantes devem se inscrever e usar a nota do Enem. Todo o processo é realizado por meio de um sistema, que classifica os candidatos de acordo com o resultado do exame.

Os candidatos são selecionados com base na nota do Enem, no número de vagas em cada curso e na modalidade de concorrência. Algumas instituições exigem nota mínima ou estipulam peso por matérias. O candidato deve ficar atento às regras das universidades.

Prouni (Programa Universidade para Todos), oferece bolsas de estudo em instituições particulares e o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que concede financiamento na graduação, também utilizam a nota do Enem.

O MEC anunciou o calendário de inscrições para esses programas para janeiro de 2021, o que não permite o uso da nota do Enem de 2020. O resultado do exame será divulgado no dia 29 de março de 2021.

Por meio de nota, o MEC autorizou o uso das notas de edições anteriores para evitar prejudicar o calendário das instituições particulares. Para o Prouni, os candidatos poderão usar a nota da prova de 2019 e para o Fies a mais recente desde 2010.

O Ministério também informou na nota que os candidatos que completaram neste ano o ensino médio, está prevista a abertura dos processos seletivos do Prouni e Fies, 2ª edição 2021, logo na sequência da realização do Sisu, após a divulgação do resultado do Enem.

Tanto o Prouni como o Fies têm como foco promover o acesso de estudantes de baixa renda no ensino superior.

Últimas