Enem 2020

Educação Entenda quais são os critérios para correção da redação do Enem

Entenda quais são os critérios para correção da redação do Enem

Confira os critérios para usados pela banca para dar notas. Inep divulgará os resultados nesta segunda-feira (29)

  • Educação | Karla Dunder, do R7

Confira os critérios para a correção da redação do Enem

Confira os critérios para a correção da redação do Enem

Foto divulgação INEP

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) deve divulgar os resultados do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) nesta segunda-feira (29). Para entender como os corretores chegam às notas, o R7 apresenta os critérios de utilizados para a correção das provas e da redação, que tem o maior peso no exame.

As redações do Enem são avaliadas em cinco competências e cada uma vale 200 pontos, se o estudante conseguir a pontuação máxima em todas, a nota será mil. Para a professora de português, Elaine Antunes, do Curso Escreva, "a correção dos textos tem um processo bem arramado para evitar injustiças, a redação é lida por dois corretores e se as notas forem muito diferentes, passam por uma terceira opinião."

Elaine também destaca que a nota da redação é um norte para o estudante "saber das chances reais para as faculdades públicas, um aluno que pretende estudar Medicina sabe que a nota deve ser de 940 de mil, se for inferior, dificilmente conquistará uma vaga em uma federal."

A professora detalha os cinco critérios usados para a correção da redação:

O primeiro critério é demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa. "O aluno precisa mostrar domínio da gramática."

O segundo é  compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema. "Nesta parte, o estudante deve mostrar o seu repertório, os conhecimentos adquiridos ao longo de sua formação com a leitura de livros, filmes, documentarios, etc", explica. "Não basta só falar da saúde mental, mas é preciso abordar o estigma que existe em torno do problema no Brasil."

O terceiro ponto é ter coerência do projeto inicial do texto até o final. "O título não é obrigatório, mas se colocar, ele deve ser coerente à argumentação", diz. "Sem dúvida, os critérios dois e três são os mais difícieis para os estudantes."

Em quarto, a coesão é avaliada, o candidato deve demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. Por último, é avaliada a como foi elaborada a proposta de intervenção para o problema abordado. Outro aspecto importante "os candidatos não podem infringir os direitos humanos, caso isso ocorra, vai zerar nesta quinta competência", explica. Elaine.

Motivos para nota zero

A nota do Enem é a principal porta de entrada para as universidades federais pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e para as bolsas de estudos em instituições privadas por meio do Prouni (Programa Universidade para Todos). Para participar desses programas, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

A redação receberá nota zero se apresentar um desses problemas:

• fuga total ao tema;

• não obediência ao tipo dissertativo-argumentativo;

• extensão de até sete linhas manuscritas, qualquer que seja o conteúdo, ou extensão de até dez linhas escritas no sistema Braille;

• cópia de texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões sem que haja pelo menos oito linhas de produção própria do participante;

• impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de redação;

• números ou sinais gráficos sem função clara em qualquer parte do texto ou da folha de redação;

• parte deliberadamente desconectada do tema proposto;

• assinatura, nome, iniciais, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;

• texto predominante ou integralmente escrito em língua estrangeira;

• folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho; e

• texto ilegível, que impossibilite sua leitura por dois avaliadores independentes.

Últimas