Enem 2020

Educação Estudantes fazem neste domingo segundo dia de prova do Enem

Estudantes fazem neste domingo segundo dia de prova do Enem

Candidatos farão maratona de 90 questões de exatas e biológicas. Portões serão abertos às 11h30 para evitar aglomeração

Estudantes participaram da primeira prova do Enem no dia 17

Estudantes participaram da primeira prova do Enem no dia 17

Ronaldo Silva/Futura Press/Folhapress - 17.01.2021

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) realiza a segunda prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) neste domingo (24). Os candidatos responderão a 45 questões de Matemática e suas Tecnologias e 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Biologia, Química e Física), uma maratona de 90 questões em cinco horas.

Como no primeiro dia de aplicação de prova, os participantes deverão levar um documento original com foto (RG, CNH, carteira de trabalho) e caneta esferográfica de material transparente de tinta preta. Todos os participantes deverão usar máscara cobrindo o nariz e a boca durante todo o tempo que estiverem nos locais de exame.

Antes de entrar, os candidatos deverão higienizar as mãos com álcool em gel. Os locais de exame fornecem o produto, mas os participantes também podem levar.

Lanches leves e água estão liberados. Nada de boné, equipamentos eletrônicos ou relógio. O celular deverá ser desligado e guardado em um envelope distribuído pelo organizador e poderá ser retirado no momento em que o candidato deixar o local de prova. Qualquer emissão sonora durante o exame, implica na desclassificação do candidato.

Os portões devem abrir meia-hora mais cedo do que o previsto no edital, às 11h30 — essa é a estratégia do Inep para evitar aglomeração na entrada — e devem fechar às 13h. A prova começa às 13h30 e terá 5h de duração. Os candidatos devem deixar o local de prova até às 18h30.

Recorde de abstenção

A primeira prova do exame foi realizada no domingo passado (17) e teve recorde de abstenção, 51,5% do inscritos não realizaram o Enem. Ao mesmo tempo, estudantes reclamaram que não conseguiram fazer a prova porque as salas estavam superlotadas.

Esta edição do Enem foi marcada por uma série de ações na Justiça. A DPU (Defensoria Pública da União) pediu o adiamento argumentando que o aumento do número de casos de covid aumentou em todo o país.

A Justiça Federal de São Paulo não aceitou o pedido, no entato, deixou a critério das autoridades locais que avaliassem os casos de covid e pedissem a reaplicação das provas para o Inep.

Com isso, os estudantes do Amazonas realizarão o exame nos dias 23 e 24 de fevereiro, período marcado para a reaplicação das provas, devido ao estado de calamidade decretado por conta da pandemia de coronavírus.

Outros pedidos foram feitos à Justiça, com base na superlotação das salas e questionamentos sobre as medidas de biossegurança adotadas pelo Inep para a realização do Enem, mas nenhum deles foi aceito.

Calendário

A partir de segunda-feira (25) até sexta-feira (29) estudantes que não puderam fazer o Enem por estarem com covid ou outra doença infectocontagiosa devem acessar o site do Inep e enviar o laudo médico ou exames que comprovem o diagnóstico.

O gabarito oficial do Enem deverá ser divulgado pelo Inep na próxima quarta-feira (27). Nos dias 23 e 24 de fevereiro haverá a reaplicação da prova para os candidatos que tiveram o laudo médico aceito ou problemas de logística. E o resultado do Enem sairá no dia 29 de março.

Últimas