Enem 2020

Educação Inep publica nova cartilha para a redação do Enem

Inep publica nova cartilha para a redação do Enem

Documento disponível no site tira dúvidas sobre a correção e às competências avaliadas na redação do exame

Resumindo a Notícia

  • Confira quais os critérios para correção da redação do Enem
  • Cartilha mostra quais são as competências avaliadas pelo exame
  • Material também está disponível para surdos, com deficiência auditiva ou dislexia
Cartilha traz informações sobre correção da redação

Cartilha traz informações sobre correção da redação

Reprodução/Portal R7

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) publicou na internet, nesta quarta-feira (30), o documento "A redação no Enem 2020 – Cartilha do Participante” com informações sobre os critérios para a correção de textos e competências avaliadas. 

Estou com sintomas de covid, posso fazer as provas do Enem?

A cartilha também foi feita em versões inéditas para participantes surdos, com deficiência auditiva ou dislexia

A publicação traz dicas sobre como o estudante deve estruturar a sua redação, além de explicar os critérios de correção do texto. A redação deve ser escrita em formato de prosa, do tipo dissertativo-argumentativo e sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política.

Enem 2020: fique atento ao calendário do exame

Na redação do Enem o participante deverá defender uma tese – uma opinião a respeito do tema proposto –, apoiada em argumentos consistentes, estruturados com coerência e coesão, formando uma unidade textual, de acordo com a modalidade escrita formal da língua portuguesa.

Importante lembrar que os participantes que optaram por realizar a versão digital do exame, o Enem Digital, farão a redação no mesmo formato da versão impressa.

Correção

A cartilha mostra que as redações do Enem são avaliadas de acordo com cinco competências e detalha o que é esperado do candidato em cada uma delas. A nota pode chegar a mil pontos, mas o estudante também pode ter nota zero.

A publicação apresenta quais as razões que podem zerar a nota como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame.

Enem 2020

As provas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital).

Além da redação, a prova conta com 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Últimas