Enem 2021

Educação MEC publica guia para tirar dúvidas sobre as notas do Enem

MEC publica guia para tirar dúvidas sobre as notas do Enem

Publicação explica metodologia de correção das provas do exame e está disponível no portal do Inep para download

  • Educação | Do R7

Enem: estudantes podem tirar dúvida sobre a metodologia de correção das provas

Enem: estudantes podem tirar dúvida sobre a metodologia de correção das provas

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Para ajudar os participantes que farão as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela aplicação do exame, disponibiliza gratuitamente o Guia do Participante — Entenda sua Nota no Enem, que explica a metodologia de correção das provas, a chamada TRI (Teoria de Resposta ao Item).

O guia está dividido em seis seções: “Calculando a nota”, “Entendendo outros aspectos do modelo de TRI”, “Procedimentos de correção”, “Processo de criação das questões”, “Principais dúvidas sobre a nota do Enem” e “Entendendo tecnicamente a nota da TRI”.

O Enem adota a metodologia TRI de avaliação das provas, que não considera apenas o número de acertos, mas, também, o desempenho do indivíduo por meio das "habilidades do avaliado e características das questões".

Cada questão é qualificada por meio três parâmetros: a proficiência, o grau de dificuldade e, ainda, a chance de acerto por "chute" — quando o estudante decide responder de forma aleatória e sem domínio do assunto exigido pela prova. As questões do Enem são pré-classificadas como fáceis, médias e difícices. A TRI faz uma análise "antichute" para calcular a nota final.

Na prática, o participante deve ter um desempenho melhor nas perguntas mais fáceis; caso acerte as mais difíceis e erre as mais fáceis, o método entende como chute, e a nota pode diminuir.

O foco do Guia do Participante está em tirar todas as dúvidas sobre a metodologia TRI, mas não explica quais são os critérios para a correção da redação.

Enem

O Enem avalia o desempenho individual dos participantes em quatro áreas do conhecimento: ciências humanas e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Tanto as provas impressas como as digitais serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro. Já os estudantes que se inscreveram em setembro, após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de manter a isenção de taxa, farão as provas em janeiro de 2022.

As notas do Enem podem ser usadas para acesso ao Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e ao Prouni (Programa Universidade para Todos). A nota também serve como parâmetro para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Os resultados do Enem também podem ser utilizados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para conferir as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Últimas