Enem 2021

Educação Ministro da Educação diz que cronograma do Enem será mantido

Ministro da Educação diz que cronograma do Enem será mantido

Segundo Milton Ribeiro, as demissões do Inep não afetarão a aplicação do exame, previsto para 21 e 28 de novembro

  • Educação | Do R7

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, que garantiu a aplicação do exame

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, que garantiu a aplicação do exame

Clelia Vianna/Câmara dos Deputados

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que o cronograma de execução do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 está mantido e não será afetado. A afirmação em rede social foi feita após debandada de funcionários do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão responsável pela realização do exame.

Segundo o ministro, as provas já estão com a empresa responsável pela aplicação do exame e o instituto monitora a situação para garantir a normalidade de sua execução. 

"O Ministério da Educação informa que o cronograma de execução do Exame Nacional do Ensino Médio 2021 está mantido e não será afetado pelos pedidos de exoneração de servidores do Inep", afirma a Pasta em nota de esclarecimento, publicada em redes sociais.

O ministro afirma também que "os servidores colocaram à disposição os cargos em comissão ou funções comissionadas das quais são titulares, mas que continuam à disposição para exercer as atribuições dos cargos até o momento da publicação do ato no Diário Oficial da União".

Às vésperas da primeira prova do Enem, 33 funcionários pediram demissão do Inep nesta segunda-feira (8). Segundo a Assinep (Associação dos Servidores do Inep), mais demissões deveriam ocorrer. A associação "lamenta que a situação tenha chegado a este ponto" e pede atuação do MEC (Ministério da Educação).

As provas do Enem estão previstas para 21 e 28 de novembro, com 3.109.762 candidatos que tiveram a inscrição confirmada.

Últimas