Enem 2021

Educação Polícia Federal investiga possível fraude durante prova do Enem

Polícia Federal investiga possível fraude durante prova do Enem

No último domingo, participante teria usado celular para ser auxiliado por um professor e obter as respostas às questões

  • Educação | Do R7

Participantes chegam para a realização do segundo dia de provas do Enem

Participantes chegam para a realização do segundo dia de provas do Enem

Tomaz Silva/Agência Brasil

A Polícia Federal investiga se um candidato teria usado celular durante a realização das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no último domingo, dia 28 de novembro. 

Na quinta-feira (2), a PF cumpriu um mandado de busca e apreensão, determinado pela 3ª Vara Federal Criminal de Belém/PA, na casa de um dos participantes, na capital do estado.

Durante a prova, no município de Benevides (Pará), o candidato teria tentado obter o auxílio de um professor para conseguir as respostas às questões por meio do aparelho celular. De acordo com informações da polícia, "a tentativa de fraude foi detectada e impedida, e os suspeitos, identificados. A investigação, realizada com celeridade, contou com o auxílio do Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira], responsável pela aplicação do exame".

Durante o cumprimento da ordem judicial, a polícia coletou provas que confirmam a tentativa do participante de obter vantagem indevida no Enem. A PF investiga se houve a participação de outras pessoas na tentativa de fraude.

Os envolvidos poderão responder pelo crime de fraude em certames de interesse público — a pena pode chegar a quatro anos de prisão.

Últimas