Novo Coronavírus

Educação Professora dribla falta de internet com jogos de tabuleiro

Professora dribla falta de internet com jogos de tabuleiro

Adriana Ezequiel usou a criatividade para ajudar alunos sem conexão enfrentada a manter o aprendizado de matemática durante a pandemia

Aprender brincando foi a solução para falta de acesso à internet

Aprender brincando foi a solução para falta de acesso à internet

Arquivo Pessoal

Adriana Ezequiel dá aula em uma instituição que atende gratuitamente 800 crianças de uma comunidade em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. E com a pandemia, como tantos outros professores, ela precisou se reinventar.

Professora acostumada com as aulas de reforço de matemática para alunos do 3º ao 5º ano, Adriana se viu em uma situação complicada. "Muitas crianças não tinham acesso à internet, passei atividades por whatsapp, mas mesmo assim, o engajamento era baixo."

Preocupada com a situação de seus alunos, Adriana decidiu usar a criatividade.  "Gosto muito de artesanato, decidi criar jogos de matemática para que as crianças pudessem estudar brincando", conta.

Professora Adriana Ezequiel e o jogos

Professora Adriana Ezequiel e o jogos

Arquivo Pessoal

"Na sala de aula, eles aprenderam frações, fiz uma pizza, mas o retorno não foi positivo, então adaptei um jogo de dominó", diz.

Além dos estudantes matriculados na Marista Escola Social, outras crianças da comunidade se interessaram pelos kits da professora Adriana.

"As famílias tinham de buscar os saquinhos com hora marcada na escola e o interesse foi muito grande na comunidade, acredito que neste momento, temos de fazer o possível para que todos tenham acesso à educação."

Últimas