Educação Professores estaduais fazem assembleia em frente ao Palácio dos Bandeirantes 

Professores estaduais fazem assembleia em frente ao Palácio dos Bandeirantes 

Docentes estão em greve desde 16 de março e reivindicam aumento de salário 

  • Educação | Do R7

Assembleia de 27 de março reuniu 60 mil pessoas, segundo Apeoesp

Assembleia de 27 de março reuniu 60 mil pessoas, segundo Apeoesp

Viviane Junior

Professores estaduais de São Paulo que estão em greve desde o dia 16 de março realizam uma nova assembleia na tarde de hoje (10). O encontro tem início as 14h e será feito em frente ao Palácio dos Bandeirantes, no bairro do Morumbi, zona sul da capital paulista.

Os docentes reivindicam 75,33% de aumento salarial como necessário para a equiparação salarial com os profissionais de ensino superior completo (como determina o Plano Nacional de Educação).

Além disso, exigem a plena aplicação da jornada do piso, a reabertura de classes fechadas, o imediato desmembramento das salas superlotadas, uma nova forma de contratação de professores temporários, aumento do vale-transporte e refeição, transformação do bônus em reajuste salarial e água em todas as escolas para todos.

Na nota de convocação para assemblei que aprovou a greve no dia 13 de março, o sindicato dizia que, neste ano, o governo estadual fechou 2.704 classes em suas escolas, de acordo com levantamento parcial da entidade.

O texto afirmava também que o governo cortou verbas, deixou escolas sem materiais básicos, e não contornou a falta de água em algumas instituições.

Secretaria de Educação diz que greve de professores é ‘ofensiva’ e ‘injustificável’

Leia mais notícias de Educação no R7 

Últimas