Enem 2020

R7 Ensina Enem: candidato que assinalou cor errada em cartão não será punido

Enem: candidato que assinalou cor errada em cartão não será punido

Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira)  'garante que ninguém será prejudicado por equívocos desse tipo'

  • R7 Ensina | Do R7

Primeira parte do exame foi realizada no domingo (17)

Primeira parte do exame foi realizada no domingo (17)

Freepik

O Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) confirmou, nesta quarta-feira (20), que os candidatos que assinalaram a cor do caderno de questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) não serão prejudicados. A primeira parte do exame foi realizada no domingo (17). A segunda, de acordo com decisão da Justiça, está programada para domingo (24).

"O edital da versão impressa do Enem não prevê a eliminação devido a erros no preenchimento da cor do Caderno de Questões. O Inep garante que ninguém será prejudicado por equívocos desse tipo", diz o comunicado oficial. 

No primeiro dia de provas, muitos estudantes relataram por meio das redes sociais que teriam confundido as cores do cartão e, por isso, estavam com medo de terem as provas corrigidas de forma errada. 

Justiça mantém 2º dia de provas

A Justiça Federal em SP negou o pedido da DPU (Defensoria Pública da União) para que o segundo dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), agendado para domingo (24), seja adiado. A 12ª Vara Cível Federal determinou, no entanto, que as provas sejam reaplicadas aos alunos que foram barrados por superlotação no primeiro dia do Exame.

De acordo com a decisão de 1º grau, "não há provas cabais de que os protocolos sanitários não foram cumpridos no momento da realização da prova. A juntada de duas notícias publicadas na imprensa não pode ser suficiente para o acolhimento do pedido para suspensão da prova à qual se submeterão quase 3 (três) milhões de candidatos."

A Justiça Federal, no entanto, acatou parte da ação, que também pedia a reaplicação das provas a todos os candidatos que não puderam comparecer ao primeiro dia, no domingo (17), ou que compareceram, mas, no entanto, tiveram negado o acesso às salas, por já estarem completas.

Últimas