Enem 2020

R7 Ensina Estudar ou descansar: o que fazer nos dias que antecedem o Enem?

Estudar ou descansar: o que fazer nos dias que antecedem o Enem?

Se preparar para o exame em cima da hora pode comprometer o rendimento e deixar o candidato ainda mais ansioso para a prova 

  • R7 Ensina | Sofia Pilagallo, do R7*

Uma noite bem dormida é fundamental para obter um bom desempenho

Uma noite bem dormida é fundamental para obter um bom desempenho

Freepik

Com a ansiedade provocada pela proximidade do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que terá a primeira prova aplicada no próximo domingo (17), é natural que muitos estudantes, seja porque não se sentem suficientemente preparados ou simplesmente porque querem sentir que deram o máximo de si, se deparem com aquele famoso dilema: afinal, estudar ou descansar?

Segundo o gerente de projetos pedagógicos do Sistema de Ensino pH, André Freitas, a resposta é clara e cristalina: descansar. "São muitos os motivos. Primeiramente, trata-se de um exame longo e cansativo, que envolve, inclusive, o deslocamento de um lugar para outro."

"Pense que você terá que ficar lá por cinco horas e meia com um bom nível de concentração. É preciso um descanso físico mesmo. Você não pode ter dormido mal, comido pouco, ou estar enjoado. Qualquer coisa pode atrapalhar muito", completa.

O coordenador geral do Grupo Etapa, Edmilson Motta, ressalta, no entanto, que apesar de uma boa alimentação e uma noite bem dormida serem fundamentais para um bom desempenho, uma mudança súbita na rotina na véspera da prova pode acabar gerando ainda mais ansiedade.

"Vamos supor que você vá dormir sempre por volta das 23h. Se, na véspera do exame, você for dormir às 21h, por exemplo, você pode acabar ficando ainda mais ansioso e só pegar no sono por volta das 3h da manhã — o que certamente terá um impacto negativo sobre o seu rendimento", diz.

Leia mais: Método de correção do Enem dá nota menor a quem chuta questões

Além do fato de que estudar às vésperas da prova pode comprometer o desempenho do estudante e deixá-lo ainda mais ansioso, os especialistas afirmam ainda que, do ponto de vista pedagógico, a estratégia também não é nada eficiente.

"O Enem é um exame que avalia habilidades e competências que o estudante desenvolveu ao longo de toda uma jornada escolar. Estudar às vésperas da prova não vai fazer diferença", afirma Freitas. "O que você consegue fazer nos dias que antecedem o exame é adquirir algum conhecimento factual, que, no final das contas, não tem tanto peso sobre a nota final", completa.

Motta concorda. "Uma prova do nível de complexidade é que o Enem avalia o que o aluno estudou durante toda a sua formação. É muito pouco efetivo estudar na véspera."

"O melhor a se fazer, portanto, é relaxar e fazer as coisas que gosta. Assistir uma série, jogar videogame, ler um livro que não seja do Enem. Coisas simples, mas que já dão uma boa aliviada", completa.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Ricardo Pedro Cruz

Últimas