Enem 2020

R7 Ensina Partido entra com liminar para anulação do Enem no Supremo

Partido entra com liminar para anulação do Enem no Supremo

Ação está com o ministro Nunes Marques que deve decidir se exame continua ou se Inep muda a data de aplicação

Aglomeração de candidatos na entrada do local de exame em São Paulo

Aglomeração de candidatos na entrada do local de exame em São Paulo

ETTORE CHIEREGUINI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 17.01.2021

O Psol (Partido Socialismo e Liberdade) entrou com um pedido de liminar para a suspensão da aplicação das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no Supremo Tribunal Federal. O pedido está com o ministro Nunes Marques, que ainda não publicou seu parecer.

Essa é mais uma das ações movidas ao longo desta semana pedindo o adiamento das provas, que serão aplicadas neste domingo (17) e no próximo (24). No entendimento do partido, há alto risco de contágio de coronavírus de estudantes e dos profissionais envolvidos na aplicação das provas diante o aumento de casos da doença nos últimos dias.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) foi acusado pela DPU (Defensoria Pública da União) de ter mentido sobre o número de estudantes nas salas de prova. Segundo o texto apresentado pela Defensoria, os locais de exame terão mais de 50% da ocupação informada pelo responsável pela aplicação do exame.

Mesmo com as informações fornecidas pelo Inep de que os critérios de biossegurança são mantidos como o uso obrigatório de máscara por todos os participantes, higienização das mãos com álcool em gel e o pedido de distanciamento de 1,5m, os advogados entedem que o risco de aglomeração é grande e de contaminação também.

Últimas