Enem 2018
Educação Resultado da isenção de taxa no Enem 2018 é divulgado

Resultado da isenção de taxa no Enem 2018 é divulgado

Período de solicitações ficou aberto de 2 a 15 de abril. Ao todo, 3.818.663 brasileiros solicitaram o direito de não pagar o custo de inscrição

Resultado de isenção do Enem é divulgado

Resultado da isenção de taxa no Enem 2018 é divulgado

Resultado da isenção de taxa no Enem 2018 é divulgado

Divulgação / INEP

O resultado das solicitações de isenção da taxa de inscrição no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2018 foi divulgado na manhã desta segunda-feira (23). Também serão liberadas as justificativas de ausência da edição anterior da prova.

As informações podem ser checadas na página do participante, no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas), com CPF e senha cadastrada no momento da solicitação.

Também nesta segunda, começa o período de recursos, que fica aberto até 23h59 de domingo, 29 de abril. Quem teve a justificativa de ausência reprovada por não ter apresentado a documentação exigida ou por documentação incorreta terá uma segunda chance de apresentar esses comprovantes durante o período de recursos. Já aqueles que tiveram a solicitação de isenção reprovada terão que apresentar novos documentos, como previsto no edital do Enem.

O resultado do recurso será divulgado em 5 de maio, a dois dias do início das inscrições. Se o recurso for negado, o interessado em fazer o Enem 2018 ainda terá a opção de fazer a inscrição e pagar a taxa de R$ 82. Todos os interessados em fazer o Exame, isentos ou não, deverão fazer a inscrição entre 7 e 18 de maio.

O período de solicitações de isenção da taxa e de justificativas de ausência ficou aberto de 2 a 15 de abril, com prorrogação de prazo. Ao todo, 3.818.663 brasileiros solicitaram o direito de não pagar a taxa de inscrição.

Para o Enem 2018 tem direito à isenção o participante que:

- tenha concluído o ensino médio, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica;

- tenha participado do Encceja 2017, na modalidade do ensino médio e que tenha obtido proficiência que permita certificação na área de conhecimento em que se inscreveu;

- tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (Lei nº 12.799/2013);

- aquele que declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membros de família de baixa renda, e que esteja inscrito no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal).

    Access log