Educação Universitário custa quase quatro vezes mais do que estudante da educação básica

Universitário custa quase quatro vezes mais do que estudante da educação básica

Déficit de investimento entre as etapas amplia desigualdades no sistema de ensino

Em 2014, custo do aluno do ensino médio ficou em R$ 6.021

Em 2014, custo do aluno do ensino médio ficou em R$ 6.021

Reprodução Fotos Públicas

Com uma média de gasto de mais de R$ 21 mil por ano por aluno, o investimento no ensino superior público é 3,7 vezes maior do que o valor destinado à educação básica, fundamental e ensino médio dos brasileiros. Essa realidade não é nova e dados do Inep/MEC mostram que desde 2000 a diferença do investimento reduziu, mas continua grande.

Os últimos dados da pasta sobre o assunto, referentes a 2014, indicam que enquanto foram destinados R$ 21.875 para cada estudante no ensino superior ao ano, os alunos da educação básica custaram R$ 5.935, valor semelhante ao correspondente a educação infantil e fundamental. No ensino médio, cada aluno custou R$ 6.021.

Esse déficit de investimento entre as etapas contribui para a ampliação de outras desigualdades no sistema de ensino. Para Daniel Cara, coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, a situação do ensino superior no Brasil não é ruim em comparação com outros países.

— Em termos de custo aluno ao ano o Brasil está próximo dos outros países. O problema é que os outros países investem um valor próximo no ensino superior, mas muito mais em educação básica. O Brasil investe relativamente bem no superior, mas tem muita gente fora da universidade e fica com um déficit muito grande.

Cara defende que para democratizar o ensino superior é necessário que o investimento na educação básica aumente.

— É preciso retomar o debate sobre assistência estudantil. O aluno que vem das cotas precisa de um apoio para permanecer na universidade. Ele precisa recuperar o déficit. O Brasil vai ter que trocar os quatro pneus com o carro andando. Precisa melhorar nivelando por cima e melhorar a educação básica ao mesmo tempo senão você sempre corre atrás do tempo perdido, tentando recuperar o que deveria ser feito anteriormente.

Últimas