Eleições 2014 Após morte de Campos, Eduardo Jorge pede suspensão da propaganda eleitoral

Após morte de Campos, Eduardo Jorge pede suspensão da propaganda eleitoral

Candidato do PV quer que horário político comece no fim da semana que vem

Após morte de Campos, Eduardo Jorge pede suspensão da propaganda eleitoral

Eduardo Campos (PSB) morreu na quarta-feira (13), vítima de um acidente aéreo no litoral de São Paulo

Eduardo Campos (PSB) morreu na quarta-feira (13), vítima de um acidente aéreo no litoral de São Paulo

Marcos de Paula/12.08.2014/Estadão Conteúdo

O candidato à Presidência pelo PV, Eduardo Jorge, enviou carta ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pedindo suspensão por três dias da propaganda eleitoral programada para começar na próxima terça-feira (19), em cadeia nacional de rádio e televisão.

O candidato verde argumenta que o tribunal deveria dar um tempo para que a família de Eduardo Campos e das outras vítimas do acidente aéreo ocorrido na quarta-feira (13) possam se recuperar da tragédia. Jorge também sugere que o TSE dê tempo para que a coligação da chapa do PSB possa adaptar seu programa caso escolha Marina Silva como candidata no lugar de Campos, morto no acidente em Santos (SP).

"O objetivo é permitir que a coligação que tinha Eduardo Campos à frente possa ter um pouco mais de tempo e tranquilidade para se organizar e adaptar seus programas de divulgação política previstos em lei", diz na carta.

Leia mais notícias de Eleições no Portal R7

Coligação terá dez dias para indicar substituto de Campos na disputa à Presidência