Distrito Federal PSDB-DF suspende propaganda eleitoral que defende o "Kit Macho"

PSDB-DF suspende propaganda eleitoral que defende o "Kit Macho"

A legenda considera o conteúdo "inadequado" e "homofóbico"

 Matheus Sathler foi orientado pelo PSDB a deixar o "tom homofóbico" em sua campanha

Matheus Sathler foi orientado pelo PSDB a deixar o "tom homofóbico" em sua campanha

Reprodução/Facebook

O PSDB-DF garantiu nesta sexta-feira (22) que vai retirar do ar a propaganda eleitoral do candidato a deputado federal Matheus Sathler (DF). Segundo o presidente regional da legenda, Eduardo Jorge, a posição que o candidato apresentou no programa desta quinta-feira (22), contraria os ideais do partido. O candidato defende o “Kit macho” e o “Kit fêmea” nas escolas para ensinar as crianças a se comportarem de acordo com o seu gênero biológico.

— Ele tem direito de pensar como ele quer, mas não tem direito de envolver o partido. Quando ele se candidatou, ele assinou um documento se comprometendo a respeitar o programa partidário.

Matheus Sathler já foi orientado pela legenda a mudar o “tom homofóbico” de sua campanha e, se insistir, o presidente do PSDB-DF garante que o candidato será punido por sua postura “radical, inadequada, politicamente incorreta e sem nada de positivo”.

— Ele não continuará a defender esse tipo de postura sem a nossa cobertura partidária.

Leia mais notícias no R7 DF 

Na página oficial de Matheus Sathler, ele não só adota o mesmo tom agressivo contra os homossexuais como também faz severas críticas ao PT (Partido dos Trabalhadores) e se declara contra a presença de mulheres e homossexuais nas Forças Armadas e na polícia.

— Sabemos que a maioria dos praticantes do homossexualismo ou pederastia largam os estudos muito cedo para terem uma vida de ganhos fáceis e imorais, justifica na propaganda eleitoral.

Na propaganda eleitoral que foi suspensa, o candidato defende o uso das cartilhas do “Kit macho” e “Kit fêmea” para “ensinar meninos a gostar somente de mulheres” e prega o anti-feminismo, para que as mulheres se tornem mais femininas.

O discurso machista e homofóbico de Matheus Sathler gerou alvoroço e críticas nas redes sociais, onde usuários têm repudiado e criticado a postura do candidato a deputado federal.

A reportagem do R7 não conseguiu entrar em contato com o candidato do PSDB.