Filiada ao PMDB, Luisa Mell ainda não pensa em candidatura para 2014

Apresentadora diz que não tem nenhum ídolo na política, mas que respeita Serra e Skaf

Do R7*

A apresentadora Luisa Mell se filiou ao PMDB três semanas antes da retirada dos 178 beagles do Instituto Royal, mas garante que ainda não pensa em se candidatar a nenhum cargo nas próximas eleições.

— Não pretendo me candidatar. Mas as grandes vitórias que eu tenho estão na política. A gente não muda um país sem ajuda dos políticos.

Na última terça-feira (29), Luisa se encontrou com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para pedir que fosse aberta uma CPI para investigar o instituto, que é suspeito de maus-tratos a animais.

Luisa Mell vai até Brasília para defender animais do Instituto Royal

Leia mais notícias de Brasil

Mesmo garantindo que não tem nenhum ídolo na política, a apresentadora diz que “respeita muito” alguns políticos como o ex-governador José Serra e o presidente da Fiesp e pré-candidato ao governo de São Paulo, Paulo Skaf (PMDB), que conseguiu a reunião de Luisa com Alves.

— Várias pessoas têm se apresentado querendo ajudar. Por mais que a gente tenha esse “pé atrás” com a política, existem pessoas legais, existem pessoas boas, que querem fazer a diferença.

A apresentadora diz que a filiação foi motivada por sua vontade de garantir os direitos dos animais.

— Sempre lutarei com todas as forças pela causa que eu acredito. Eu não sou política, mas eu sou uma peça importante nessa engrenagem.

* Colaborou Giorgia Cavicchioli, estagiária do R7.

  • Espalhe por aí:
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log