Eleições 2014 Popularidade de Dilma cai pela primeira vez e alcança o menor patamar desde janeiro de 2012

Popularidade de Dilma cai pela primeira vez e alcança o menor patamar desde janeiro de 2012

Aprovação do governo caiu oito pontos, mas presidente lidera intenção de votos para 2014

Popularidade de Dilma cai pela primeira vez 

Avaliação do governo como "bom" ou "ótimo" caiu oito pontos

Avaliação do governo como "bom" ou "ótimo" caiu oito pontos

Roberto Stuckert Filho/04.06.2013/PR


A popularidade da presidente Dilma Rousseff sofreu uma queda de oito pontos percentuais nos últimos três meses, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha nas últimas quinta (6) e sexta-feira (7).


Ainda assim, a presidente continua sendo a favorita para vencer a eleição presidencial do ano que vem, com 51% das intenções totais de voto.

Divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo, na tarde do último sábado (8), a pesquisa de popularidade mostra que 57%  da população considera bom ou ótimo o governo da petista. O índice era de 65% em março.

Essa foi a primeira queda significativa de popularidade de Dilma desde o início de seu mandato, em janeiro de 2011. Já a porcentagem de pessoas que consideram o governo regular subiu de 27% para 33% e o índice daqueles que avaliam a gestão como ruim ou péssima saltou de 7% para 9%.


Ainda de acordo com o jornal Folha de S.Paulo, a pesquisa mostra que a presidente perdeu popularidade entre homens e mulheres, em todas as regiões do País, em todas as faixas de renda e em todas as faixas etárias.

Veja outros presidentes que já perderam o sono com a inflação

Leia mais notícias de Brasil

O pessimismo dos brasileiros com a desaceleração da economia, a preocupação com o desemprego e o aumento da inflação são os fatores apontados pelo Datafolha como decisivos para a queda na aprovação da presidente. Para 51% dos entrevistados, a inflação vai subir.


A inflação oficial dos últimos 12 meses, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), atingiu o teto estabelecido pelo governo, de 6,5%. O índice registrou alta de 0,37% em maio, mas ficou 0,18 ponto percentual abaixo do índice de abril, que foi de 0,55%.

Gráfico popularidade Dilma

Gráfico popularidade Dilma

Arte R7



Corrida eleitoral

Na disputa pelas eleições de 2014, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) cresceu quatro pontos na pesquisa de intenção de votos e empatou com a ex-senadora Marina Silva, atualmente engajada na criação de um novo partido político.

Segundo o levantamento, realizado com 3.758 entrevistados e publicado neste domingo (9) pelo jornal Folha de S. Paulo, o candidato tucano aparece com 14% das intenções de voto, enquanto Marina continua no segundo lugar da pesquisa, com 16%. Tecnicamente, Aécio e a ex-senadora estão empatados, já que a margem de erro do levantamento é de dois pontos.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), aparece em quarto lugar na pesquisa, com 6% das intenções de voto. O índice é o mesmo obtido por ele no último levantamento.

O Datafolha também fez simulações da disputa com os nomes do ex-presidente Lula e do atual presidente do
Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Lula, que afirma não ter intenção de disputar em 2014, teria 55% das intenções, enquanto Barbosa ficaria com 8%.

 

    Access log