Lula

Eleições 2014 Presidente do PPS diz que todas as possibilidades estão abertas para 2014

Presidente do PPS diz que todas as possibilidades estão abertas para 2014

Roberto Freire se reúne amanhã com executiva do partido para discutir fusão com PMN

  • Eleições 2014 | Carolina Martins, do R7, em Brasília

O presidente do PPS (Partido Popular Socialista), deputado Roberto Freire (SP), declarou, nesta sexta-feira (12), que a estratégia do partido para 2014 ainda está aberta. Segundo ele, a legenda vai conversar com todos os possíveis candidatos e também analisar a possibilidade de candidatura própria.

— O PPS tem a transparência de dizer que tem várias alternativas e as está discutindo. Todos no campo democrático de oposição e com características de esquerda.

As declarações foram dadas durante o segundo dia da Conferência Política Nacional do PPS, realizada na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Em busca de alianças

Todos os possíveis presidenciáveis foram convidados para participar do evento. Somente o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o também tucano José Serra compareceram. No entanto, em dias diferentes.

PPS diz que convite a José Serra ainda está de pé

Leia mais notícias de Brasil

Os dois, que, nos bastidores disputam a vaga de candidato à presidente da República pelo PSDB, evitaram se encontrar.

Aécio Neves participou da abertura da conferência, na quinta-feira (11), e confirmou sua candidatura à presidência do partido. Serra participa do segundo dia de evento.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e Marina Silva, que trabalha para fundar a Rede Sustentabilidade e se lançar candidata, não aceitaram o convite.

Segundo o presidente do PPS, o objetivo é definir uma alternativa ao governo do PT para a corrida eleitoral de 2014.

— O PPS é um partido pequeno, mas é um partido que sempre pensou grande. Por isso mesmo é que nós, nessa conferência, convidamos todos os candidatos, ou que possam vir a ser candidatos. Não para estar como se fôssemos noiva cobiçada ou imaginando que daqui saia alguma decisão. Daqui vai sair um nível de consciência de que nós precisamos construir uma alternativa.

Candidato próprio

Além das possibilidades de aliança, o PPS também analisa a viabilidade de lançar candidato próprio. Neste fim de semana, o diretório do partido se reúne com o PMN (Partido da Mobilização Nacional) para discutir a possível fusão entre as legendas.

Na abertura da conferência, na quinta-feira, a secretária-nacional do PMN, Telma Ribeiro, deixou claro que somente aceita unir os partidos se a nova legenda lançar candidato próprio.

Últimas