Eleições 2018 Bolsonaro a ministro do STF: "Todos temos que prestigiar a Corte" 

Bolsonaro a ministro do STF: "Todos temos que prestigiar a Corte" 

Recentemente, o filho do presidenciável sugeriu fechar a Suprema Corte caso a candidatura de Bolsonaro seja barrada

celso de mello

Celso de Mello criticou a fala do filho de Bolsonaro

Celso de Mello criticou a fala do filho de Bolsonaro

Nelson Jr./10.12.2012/STF

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, enviou nesta segunda-feira (22) uma carta ao ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), para se retratar sobre as recentes críticas feitas por membros de sua equipe à Corte.

No documento, o presidenciável afirma que as manifestações ocorridas nos últimos tempos foram "emocionais" e "se mostram fruto da angustia e das ameaças sofridas neste nesse processo eleitoral".

"O Supremo Tribunal Federal é o guardião da Constituição e todos temos de prestigiar a Corte", escreveu Bolsonaro para finalizar a carta.

Filho de Bolsonaro pede desculpas por vídeo em que sugere fechar STF

Bolsonaro disse que STF deve ser prestigiado

Bolsonaro disse que STF deve ser prestigiado

Ricardo Moraes/Reuters – 11.10.2018

Em um vídeo que circula na internet, o filho de Bolsonaro sugere fechar a Suprema Corte, caso a candidatura de seu pai seja barrada pela Justiça.

Ao rebater a afirmação, Celso de Mello, que é o magistrado mais velho do STF, classificou a fala como "inconsequente e golpista".

"[A declaração] mostra bem o tipo de parlamentar cuja atuação no Congresso Nacional, mantida essa inaceitável visão autoritária, só comprometerá a integridade da ordem democrática e o respeito indeclinável que se deve ter pela supremacia da Constituição da República”, disse o ministro em declaração escrita enviada ao jornal Folha de S.Paulo.

A fala de Flávio também foi citada por Rosa Weber, que também preside o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e pelo ministros Marco Aurélio Mello, que atribuiu o comentário ao desrespeito pelas instituições pátrias. "Vamos ver onde é que vamos parar", complementa.

Em manifestação nesta segunda-feira, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, afirmou que "atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia".

Ministros do STF criticam declaração de Bolsonaro sobre Supremo

    https://noticias.r7.com/eleicoes-2018