Eleições 2018 Bolsonaro dispensa voto de quem pratica a violência

Bolsonaro dispensa voto de quem pratica a violência

Candidato do PSL à presidência da República orientou que os agressores votem "nulo ou na oposição"

Bolsonaro

Bolsonaro cobrou "medidas cabíveis" das autoridades

Bolsonaro cobrou "medidas cabíveis" das autoridades

Ricardo Moraes/Reuters - 7.10.2018

O candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, usou suas contas nas redes sociais na noite desta quarta-feira (10) para condenar as agressões contra eleitores adversários.

"Dispensamos voto e qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores que não votam em mim. A este tipo de gente peço que vote nulo ou na oposição por coerência", afirmou ele em postagens divulgadas no Facebook e Twitter.

Datafolha: Bolsonaro tem 58% dos votos válidos; Haddad, 42%

O posicionamento de Bolsonaro foi tomado após relatos de casos de violência atribuídas por eleitores adversários a apoiadores do deputado.

Bolsonaro ainda utilizou as redes para pedir que as autoridades "tomem as medidas cabíveis" contra os atos de violência e "caluniadores" que tentam prejudicar a campanha dele.

"Dispensamos voto e qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores que não votam em mim. A este tipo de gente peço que vote nulo ou na oposição por coerência, e que as autoridades tomem as medidas cabíveis, assim como contra caluniadores que tentam nos prejudicar", diz a mensagem completa.

 
    https://noticias.r7.com/eleicoes-2018