Ciro Gomes diz preferir enfrentar Haddad a Bolsonaro no 2º turno

Candidato do PDT à Presidência ainda se recupera de uma pequena cirurgia e deu a declaração durante entrevista a uma rádio

Ciro Gomes prefere enfrentar Fernando Haddad

Ciro Gomes prefere enfrentar Fernando Haddad

Leonardo Benassatto/Reuters - 26.09.2018

Um dia depois de dizer em debate que, se pudesse, preferiria não governar com o PT, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, afirmou que "para defender o Brasil" seria melhor um enfrentamento dele com o petista Fernando Haddad no segundo turno.

Centrais sindicais anunciam apoio ao presidenciável Ciro Gomes

"A disputa entre eu e o Haddad seria a disputa entre dois democratas, entre pessoas que respeitam a democracia. Independentemente que para mim seria mais fácil derrotar o (Jair) Bolsonaro, eu preferiria, para defender o Brasil, que fosse o Haddad", disse Ciro à Rádio Jornal, do Recife (PE).

Ao avaliar os números do concorrente do PSL, que lidera as pesquisas de intenção de voto no primeiro turno, Ciro disse que "ele pode desmilinguir". "Eu acho Bolsonaro muito inconsistente. É um projeto de ódio", afirmou.

O pedetista disse ainda que o antipetismo corre o risco de "entregar o Brasil ao poço sem fundo do Bolsonaro e o abismo que isso representa".

Para ele, o candidato militar é fruto da confrontação entre o PT e o PSDB

Em recuperação de um pequena cirurgia, Ciro Gomes não teve agenda pública nesta quinta-feira (27). Ciro também aconselhou os eleitores a procurarem sobre suas propostas no site oficial. "Como sempre falo, meu site tem bastante material prático sobre o que pretendo fazer. Tem tudo lá. Mas vou comentar alguns. Porque discutir propostas é importante!".