Eleições 2018 Ibope mostra queda de 8 pontos de Bolsonaro na região Sul

Ibope mostra queda de 8 pontos de Bolsonaro na região Sul

Deputado federal Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência, continua liderando na região com 30% da preferência. Haddad (PT) foi de 11% para 19%

Pesquisas eleitorais

Nacionalmente, Bolsonaro tem 28% e Haddad, 22%

Nacionalmente, Bolsonaro tem 28% e Haddad, 22%

Reuters

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) caiu oito pontos na preferência do eleitorado da região Sul para o primeiro turno da disputa pelo Planalto, apesar de ainda liderar na região, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (24).

O presidenciável tem 30% nesse território. No último dia 18, tinha 38%. O candidato do PT ao Planalto, por sua vez, subiu oito pontos e cresceu de 11% para 19% nas intenções de voto entre os sulistas. No universo total do eleitorado brasileiro, Bolsonaro lidera a pesquisa com 28% e Haddad tem 22%.

Ainda no Sul, Ciro Gomes (PDT) tem 9% das intenções do voto. O candidato do PDT tinha 7% na semana anterior. Alvaro Dias (Podemos) continua com 6%. Geraldo Alckmin (PSDB) se mantém com 7% e Marina Silva (Rede) foi de 4% para 2%. João Amoêdo (Novo) continua com 4% das intenções de voto na mesma região.

Haddad cresceu no Nordeste, onde subiu de 31% para 34% e é o candidato mais citado por eleitores na região. Ciro vem em seguida, com 18% — ele tinha 17% há uma semana. Bolsonaro oscilou de 16% para 17% no Nordeste. Entre os entrevistados pelo Ibope, 5% dos nordestinos declaram voto em Marina e 5% diz votar em Alckmin.

No Sudeste, Bolsonaro cresceu três pontos e agora tem 31% das intenções de voto no primeiro turno. Haddad oscilou de 15% para 16%. Alckmin e Ciro variaram de 9% para 10% e Marina Silva foi de 4% para 5%.

Na soma das regiões Norte e Centro-Oeste, Bolsonaro lidera com 33% (tinha 32%) e é seguido por Fernando Haddad, que subiu de 15% para 20%. Na sequência, estão Geraldo Alckmin (9%), Ciro Gomes (8%) e Marina Silva (7%). Entre esses três candidatos, o único que variou fora da margem de erro nas duas regiões foi o candidato do PDT, que tinha 11% na semana anterior e caiu três pontos.

O Ibope foi a campo entre os dias 22 e 23 de setembro e ouviu 2.506 eleitores. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR06630/2018.

    Access log
    https://noticias.r7.com/eleicoes-2018