Eleições 2020 A 13 dias das eleições, prefeito e vice são cassados em Itupeva (SP)

A 13 dias das eleições, prefeito e vice são cassados em Itupeva (SP)

Decisão contra Marcão Marchi (PSD) e Alexandre Mustafá (PSDB) envolve campanha antecipada em um jornal local nas eleições de 2016

Agência Estado
Mustafá e Marchi tentam se reeleger no cargo

Mustafá e Marchi tentam se reeleger no cargo

Reprodução/Facebook

Faltando 13 dias para as eleições municipais de 2020, o prefeito de Itupeva, Marcão Marchi, candidato à reeleição pelo PSD, teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) manteve decisão que condenava o prefeito à perda do mandato por uso indevido de meio de comunicação durante as eleições de 2016.

A medida atinge ainda o vice-prefeito Alexandre Mustafá (PSDB), que também é candidato a um novo mandato na chapa de Marcão. A coligação vai entrar com recurso.

A decisão em última instância acontece faltando menos de dois meses para prefeito e vice completarem os quatro anos de mandato. A chapa da coligação "Itupeva no Rumo Certo", de Marcão e Mustafá, concorre à reeleição com outros sete candidatos à prefeitura.

Leia também: Candidatos só podem ser presos em flagrante

Conforme o TSE os dois já tiveram as candidaturas deferidas para a eleição do dia 15 próximo. Na cidade de 61,5 mil habitantes, a eleição será decidida em turno único. A campanha eleitoral da coligação segue sem alteração.

A perda do mandato havia sido determinada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), alegando que a chapa do prefeito fez campanha antecipada em um jornal de circulação local nas eleições de 2016. O jornal teve curta duração, fechando logo após a eleição vencida por eles. Marchi e seu vice recorreram ao TSE.

Além de manter a condenação, o tribunal superior deu prazo de 24 horas para que os dois se afastem da prefeitura. Eles foram notificados no domingo (1º). A presidente da Câmara, vereadora Tatiana Salles (PSB) assume a chefia do Executivo na manhã desta terça-feira (3).

Em nota, a assessoria do prefeito informou que ele e seu vice são vítimas de manobra jurídica da oposição. "Inconformados com a voz do povo e o resultado das urnas, seus adversários usam de táticas jurídicas para impedir que o prefeito exerça seu mandato normalmente", diz a nota. Informou ainda que a defesa do prefeito e do vice-prefeito seguirá com os devidos recursos previstos no ordenamento jurídico.

"Nenhuma das determinações, até o presente momento, interfere na campanha eleitoral de 2020, estando aptas e deferidas pela Justiça Eleitoral as candidaturas de Marcão Marchi e Alexandre Mustafa. A campanha, portanto, segue normalmente, com a agenda prevista", conclui a nota.

Últimas