Eleições 2020 'Bolo de Fundo Eleitoral' e projetos para o centro são destaques em SP

'Bolo de Fundo Eleitoral' e projetos para o centro são destaques em SP

Ação simbolizou crítica por verbas para campanhas eleitorais. Candidatos também prometeram mais segurança, emprego e moradia na região central

  • Eleições 2020 | Cesar Sacheto, do R7

Arthur do Val Mamãe Falei (Patriota) protestou contra o fundo eleitoral

Arthur do Val Mamãe Falei (Patriota) protestou contra o fundo eleitoral

Divulgação/Vitor Liasch/MBL

As promessas por mais ações que garantam segurança, emprego e moradia em pontos do centro de São Paulo foram destaque nesta quinta-feira (8) em compromissos de campanha de candidatos ao cargo de prefeito de São Paulo nas eleições deste ano. Além disso, houve protesto com a distribuição de um bolo simbólico de R$ 35 milhões, em alusão aos valores repassados pelo fundo eleitoral.

Leia também: Russomanno mantém liderança em São Paulo com 27%, diz Datafolha

A campanha eleitoral começou oficialmente no dia 27 de setembro e o R7 tem divulgado os compromissos de campanha de todos os 14 concorrentes à administração municipal paulistana. O critério definido para apresentação foi a ordem alfabética.

Andrea Matarazzo (PSD)

O candidato do PSD, Andrea Matarazzo, visitou o bairro do Brás e conversou com comerciantes no Largo da Concórdia, na região central da cidade. O político lembrou o processo de revitalização pelo qual o bairro passou, em 2007, quando fazia parte da gestão municipal, além de prometer mais segurança para o local.

Leia também: MP vai investigar disparos em massa por WhatsApp em SP

"O Brás é um importante polo de comércio popular e hoje encontrei um Largo da Concórdia bagunçado, desorganizado e inseguro. Esse é um lugar de muita circulação de pessoas e precisa de mais segurança. Quando estive na Secretaria de Subprefeitura, aumentamos o policiamento e vamos fazer isso de novo", declarou Andrea Matarazzo.

Antonio Carlos Silva (PCO)

O candidato do PCO, Antonio Carlos Silva, fez panfletagens em estações do Metrô da região de Santana e gravou vídeos de campanha. Depois, teve reunião com trabalhadores dos Correios da zona norte. Por fim, participou de lives.

Arthur do Val Mamãe Falei (Patriota)

O candidato à prefeito pelo Patriota, Arthur do Val Mamãe Falei, participou de uma manifestação contra a utilização do Fundo Eleitoral na campanha para a Prefeitura de São Paulo, no Pátio do Colégio, centro da cidade.

Arthur do Val Mamãe Falei encomendou bolo simbólico de R$ 35 milhões

Arthur do Val Mamãe Falei encomendou bolo simbólico de R$ 35 milhões

Divulgação/Vitor Liasch/MBL

No local, houve a apresentação em praça pública de um “bolo estilizado” no valor de R$ 35 milhões, simbolizando os recursos públicos que estão sendo distribuídos para os partidos nestas eleições.

"É um dinheiro que deveria ir para a educação, para a saúde, segurança, para a cultura. Tudo isso que a nossa cidade agoniza. Só que esse dinheiro vai para o Fundo Eleitoral... Sou o único que nunca usou e jamais utilizarei dinheiro público, seu dinheiro, para fazer política. E desafio os outros candidatos a fazerem o mesmo, se tiverem coragem", afirmou em seu discurso e conversa com apoiadores.

Bruno Covas (PSDB)

O candidato do PSDB à reeleição, Bruno Covas, concedeu entrevista à rádio Trianon e visitou a AHIMSA (Associação Educacional para Múltipla Deficiência), na Vila Mariana, zona sul.

Na agenda — como candidato e prefeito —, o político anunciou a ampliação do programa Aprender sem Limites, com a contratação de  2,5 mil estagiários da área de Pedagogia e Educação para atuarem em salas de aula inclusivas. O programa, que atualmente contempla apenas o ensino fundamental, vai passar a incluir o ensino infantil.

Bruno Covas visitou associação educacional para múltipla deficiência

Bruno Covas visitou associação educacional para múltipla deficiência

Patrícia Cruz/Divulgação

"Nós acreditamos na educação inclusiva. Tanto que estamos fazendo essa contratação para que todas as salas de aula que tenham algum aluno que precisem de uma atenção especial tenham esse apoio. São 18 mil crianças na rede municipal que têm algum tipo de deficiência e precisam desse auxílio", comentou Bruno Covas.

O prefeito também afirmou que aumentará dos atuais 2% para 8% o valor repassado a entidades como a AHIMSA, uma instituição educacional conveniada pela prefeitura, que trabalha com o aprendizado de pessoas com surdo-cegueira e deficiência múltipla.

"Os resultados aqui (na associação) são muito positivos. A prefeitura acredita na inclusão diferentemente do que a gente vê em outros níveis de governo que apostam na exclusão", complementou.

Celso Russomanno (Republicanos)

O candidato do Republicanos, Celso Russomanno, participou de um encontro com o S.O.S Transporte Escolar Autônomo no Parque Savoy. À noite, foi entrevistado da TV Gazeta.

Filipe Sabará (Novo)

O candidato do Novo, Filipe Sabará, esteve em uma reunião virtual com o Instituto Viver Melhor e gravou entrevista com membros da comunidade judaica.

Guilherme Boulos (PSOL)

O candidato do PSOL, Guilherme Boulos, teria uma reunião com trabalhadores de aplicativos na comunidade do Vietnã, na Vila Santa Catarina, mas a agenda foi suspensa.

Jilmar Tatto (PT)

O candidato do PT, Jilmar Tatto, se reuniu com integrantes do Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo, na Vila Clementino, zona sul. Depois, fez panfletagem e bandeiraço no Largo da Concórdia. Mais tarde concedeu entrevista ao BR Político.

Joice Hasselmann (PSL)

A candidata do PSL à prefeitura, Joice Hasselmann, visitou o comando do Corpo de Bombeiros e se reuniu com dirigentes do PSL, além de participar de um almoço com um grupo de mulheres empresárias. Depois gravou material para o horário eleitoral e participou de lives.

Levy Fidelix (PRTB)

O candidato do PRTB, Levy Fidelix, fe reunião com empresários no partido e participou de uma live com Claudia Peres, candidata a vereadora.

Márcio França (PSB)

O candidato do PSB, Márcio França, visitou ocupações de sem-teto em edifícios no centro de São Paulo na manhã desta quinta-feira (8). A intenção do político é  transformar prédios ociosos na região em apartamentos de até 50 m2 para transferir as famílias que não têm moradia na cidade.

"É preciso ter dignidade para as pessoas morarem. Nós estamos com mais de 30 mil pessoas esparramadas pelo chão de São Paulo", declarou.

Márcio França destacou a importância cultural do centro da cidade

Márcio França destacou a importância cultural do centro da cidade

Fernanda Luz/Divulgação

França afirmou que pretende revitalizar o centro da capital paulista, região que classificou como uma referência de cultura, além de forte no aspecto comercial. Porém, ele frisou que as pessoas evitam andar pela região por receio do abandono em que se encontra.

"Nós não precisamos ter repartição pública aqui, nós precisamos ter moradia no centro, para dar vida. A obra que está sendo feita aqui [reforma do Anhangabaú] poderia ser feita em outro momento. Foram R$ 100 milhões, daria pra fazer vários apartamentos", enfatizou Márcio França.

Marina Helou (Rede)

A candidata a prefeita pela Rede Sustentabilidade, Marina Helou, visitou a cooperativa de reciclagem Cooperpac com as candidatas Flávia Bellaguarda e Lia Esperança, no Jardim Satélite, em Interlagos, na zona sul.

Depois, participou do  debate Criança na Creche via zoom e conversou com grupos regionais do Whatsapp.

Orlando Silva (PCdoB)

O candidato do PCdoB, Orlando Silva, fez panfletagem às 4h na garagem Iguatemi, na zona leste e, às 6h30, visitou uma fábrica na região do Parque do Carmo.

Mais tarde, visitou a União Popular de Mulheres do Campo Limpo e o Banco Comunitário União Sampaio, na zona sul.

Vera Lúcia (PSTU)

A candidata do PSTU, Vera Lúcia, gravou vídeos de campanha e participou de um encontro virtual com os servidores públicos, acompanhada da professora Flávia, candidata a vereadora pela legenda.

Durante a conversa com representantes de associações do funcionalismo, a política criticou a reforma administrativa enviada pelo governo ao Congresso, alterando as regras para os futuros servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário da União, Estados e Municípios.

Vera Lúcia (PSTU) teve encontro virtual com servidores públicos

Vera Lúcia (PSTU) teve encontro virtual com servidores públicos

Divulgação

"É um grande ataque não apenas aos servidores, mas aos trabalhadores mais necessitados, que sofrem com o desmonte do serviço público. Tentam dividir os trabalhadores, dizendo que os servidores são privilegiados, pra esconder os reais privilégios, dos bilionários que seguem enriquecendo, inclusive durante a pandemia. É preciso ser contra a reforma administrativa, defender mais recursos para a saúde, a educação, o transporte e a moradia, bem como fazer avançar a valorização dos servidores públicos", enfatizou Vera Lúcia.

*O R7 divulga diariamente as notícias sobre o dia de campanha dos postulantes ao cargo de prefeito da capital paulista. O espaço no portal está aberto a todos os candidatos.

Veja o currículo dos candidatos à Prefeitura de São Paulo:

Últimas