Apagões pelo Brasil

Eleições 2020 Candidatos do Macapá assinam petição e pedem 1º turno no dia 29

Candidatos do Macapá assinam petição e pedem 1º turno no dia 29

TRE definiu que eleições à prefeitura da capital do Amapá, que vive um apagão e estado de calamidade há 12 dias, seja em 13 e 27 de dezembro

  • Eleições 2020 | Márcia Rodrigues, do R7

População do Amapá está sem água e energia

População do Amapá está sem água e energia

Vinicius Sassine/Folhapress - 11.11.2020

Os candidatos à Prefeitura de Macapá (AP) realizaram uma coletiva de imprensa neste sábado (14) para falar sobre o adiamento das eleições do município afetado pelo apagão que já dura 12 dias e contestar as novas datas estabelecidas pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Leia mais: Alcolumbre pede prorrogação do auxílio emergencial no Amapá

Os aspirantes ao Palácio Laurindo Banha assinaram uma petição e entregarão ao tribunal até às 17 horas de hoje pedindo que o pleito seja realizado nos dias 29 de novembro (primeiro turno) e 13 de dezembro (segundo turno).

Leia mais: Justiça concede pedido e famílias do Amapá terão auxílio de R$ 1.200

As datas definidas pelo TRE são 13 e 27 de dezembro.

Os candidatos argumentaram que as datas prejudicariam as eleições por estarem muito próximas do Natal e ao Ano Novo. Outro motivo seria o pouco tempo que o prefeito eleito teria para fazer a transição com o governo atual: apenas quatro dias.

Apenas o candidato Josiel Alcolumbre, irmão do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, não compareceu à coletiva.

Porém, ao final do evento, os participantes informaram que ele também assinaria a petição antes de ser enviada ao TRE.

Apagão já dura 12 dias

O Amapá completa neste sábado (14)  12 dia de apagão com 13 das 16 cidades do Estado, entre elas Macapá, sem o fornecimento regular de energia elétrica e com falta de água afetando várias famílias.

O blecaute já motivou diversos protestos nas ruas, além de a suspensão das eleições em Macapá no domingo (15).

Últimas