Eleições 2020 Eleições 2020: candidatos indígenas aumentam 29% em relação a 2016

Eleições 2020: candidatos indígenas aumentam 29% em relação a 2016

Total de concorrentes aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador que se declaram indígenas passou de 1.715 para 2.215, segundo o TSE

Proporção deste ano é a mesma da representação dos indígenas no total da população brasileira

Proporção deste ano é a mesma da representação dos indígenas no total da população brasileira

Marcelo Camargo/Agência Brasil - 19.12.2017

O número de candidatos que se declaram indígenas aumentou 29% entre as eleições municipais de 2016 e 2020, de acordo com dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) compilados pela Record TV.

TSE decreta inelegibilidade de Ricardo Coutinho em João Pessoa

O total passou de 1.715, em 2016 para 2.215 este ano nas disputas para prefeito, vice-prefeito e vereador. O número de candidaturas em 2016 correspondia a 0,35% do total de candidaturas, que foi de 469.010. Este ano, os candidatos representam 0,4% dos cerca de 539 mil candidatos.

José Fortunati desiste de disputa à Prefeitura de Porto Alegre

A proporção deste ano é a mesma da representação dos indígenas no total da população brasileira. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2010 havia 817.963 indígenas do país, ou 0,42% dos 190.755.799 habitantes do território nacional.

Negros superam brancos


As Eleições Municipais 2020 registraram o maior número de candidatos negros. Pretos e pardos, considerados negros na classificação do IBGE, representam juntos 49,94% das candidaturas. O número total de registros é de 276.091.

Candidata a prefeita é alvo de atentado a tiros em São Vicente (SP)

Do total de candidatos com registros validados pela Justiça Eleitoral, 218.071 (39,45%) se declararam pardos e 58.017, pretos (10,49%). Esta é primeira vez, desde o início da coleta de informações de raça, em 2014, que os candidatos brancos não representam a maioria dos concorrentes às vagas eletivas.

Últimas