Eleições 2020 Eleições 2020: saiba o que pensam os candidatos sobre Educação

Eleições 2020: saiba o que pensam os candidatos sobre Educação

R7 apresenta as principais propostas para a falta de vagas em creches, qualidade do ensino e valorização do professor e conectividade nas escolas

Paulistanos enfrentam falta de vagas em creches e dificuldade de acesso à internet

Paulistanos enfrentam falta de vagas em creches e dificuldade de acesso à internet

Eduardo Anizelli/Folhapress - 05.11.2010

O R7 reúne as principais propostas dos canditatos à prefeitura de São Paulo na área de Educação nessas eleições de 2020. Confira os políticos que eles pensam sobre a fila de espera e a falta de vagas em creches na cidade. Além da questão da qualidade de ensino e a valorização do professor.

Confira abaixo um resumo do plano de governo dos candidatos (em ordem alfabética).

Andrea Matarazzo (PSD):

Andrea Matarazzo (PSD)

Andrea Matarazzo (PSD)

Reprodução/Redes Sociais

O candidato leva em consideração as dificuldades enfrentadas por estudantes neste período de pandemia de coronavírus e é favorável a uma "diagnóstico" do aprendizado dos estudantes, com recuperação e reforço escolar.

Para a educação infantil, o candidato fala em estabelecer parcerias. Também destaca a necessidade de modernização das escolas e adaptação da estrutura para ampliar o tempo integral no ensino fundamental.

Na proposta de governo de Matarazzo existe a proposta de capacitar os estudantes por meio de parcerias com o Sistema S (para articulação com o ensino técnico com Senac e Sebrae).

Também aposta em incentivar competições esportivas, nos programas culturais e estimular a participação dos alunos em olimpíadas de matemática, língua portuguesa e ciências.

Confira o plano de governo do candidato.

Antonio Carlos (PCO):

Antonio Carlos (PCO)

Antonio Carlos (PCO)

Reprodução / Facebook

As propostas do candidato têm forte cunho político e é marcada por críticas à esquerda e também ao atual governo.

No que diz respeito à educação, Antonio Carlos defende o retorno presencial dos estudantes nas escolas após a vacinação contra a covid-19 e defende o fechamento de todas as escolas que estão abertas. Ele também se posiciona contrário ao Ensino a Distância.

Antonio Carlos defende questões que estão no âmbito federal e estadual como o fim do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e dos vestibulares o livre acesso às universidades públicas. O fim das escolas particulares e militares.

Confira o plano de governo do candidato

Arthur do Val (Patriota)

Arthur do Val (Patriota)

Arthur do Val (Patriota)

Reprodução/Redes Sociais

O candidato destaca, em seu plano de governo, a importância da educação básica e o investimento em planos de carreira para os professores.

Arthur do Val destaca a necessidade de ampliação de creches principalmente na periferia da cidade. Para isso, sugere a ampliação do sistema de voucher e parcerias com a iniciativa privada.

Esse tipo de parceria também deve ser estabelecido para garantir o fornecimento de merenda mais saudável aos estudantes e cursos profissionalizantes.

O plano também contempla a criação do modelo de Escola 360, onde as escolas ficam abertas à comunidade 360 dias do ano para que a comunidade tenha acesso a lazer nas quadras poliesportivas, incentivadas por profissionais de esporte. Essas escolas também devem oferecer reforço escolar aos finais de semana para as crianças  que necessitarem.

Confira o plano de governo do candidato

Bruno Covas (PSDB)

Bruno Covas (PSDB)

Bruno Covas (PSDB)

Sebastiao Moreira/EFE

Candidato à reeleição, Bruno Covas enfatiza os cuidados com a primeira infância em seu plano de governo no programa Toda Criança Importa, que tem como meta ampliar o número de vagas nas creches.

Em seu programa de governo, Covas faz um balanço de sua gestão e destaca a construção de mais 12 novos Ceus (Centros Educacionais Unificados). 

Com relação aos desafios de conexão evidenciados pela pandemia, o candidato pretende adquirir 465 mil tablets com internet para os alunos do ensino fundamental.

As vagas para o ensino integral deverão ser ampliadas seja a partir das aulas presenciais, seja com conteúdos online.

Confira o plano de governo do candidato.

Celso Russomano (Republicanos)

Celso Russomano (Republicanos)

Celso Russomano (Republicanos)

Pablo Valadares/Câmara dos Deputado-27/03/2019s

O candidato do Republicanos enfatiza a cultura digital nas escolas. Para isso, Celso Russomano pretende Ampliação da cobertura da wifi livre por meio de parcerias com as operadoras.

Uma plataforma deverá ser usada para melhorar a aprendizagem dos alunos, que poderão revisar o conteúdo de classe por meio de vídeoaulas, textos e vídeos e também poderão desenvolver atividades.

O professor também deve ser mais valorizado por meio do Programa Educador Inovador. A ideia é oferecer formação continuada e premiação de projetos que estimulem o engajamento e a criatividade dos alunos.

Atividades durante as férias também é uma das propostas do candidato.

Para a educação infantil, Russomano sugere a criação de uma Agência Reguladora para convênios de CEIs (Centros de Educação Infantil (CEIs). A proposta é que sejam identificadas as áreas com maior necessidade e os recursos sejam direcionados aos que mais precisam.

Confira o plano de governo do candidato

Guilherme Boulos (Psol)

Guilherme Boulos (Psol)

Guilherme Boulos (Psol)

Sebastião Moreira/EFE - 30.09.2020

O candidato do Psol destaca a necessidade de garantir escola pública de qualidade e para isso serão investidos recursos públicos — 31% das receitas arrecadadas à Manutenção e Desenvolvimento do Ensino, também pretender rever as privatizações e convênios do setor.

Para valorizar os professores, Guilherme Boulos pretende, em seu plano de governo, pretende usar mecanismos de evolução funcional e progressão salarial. Também deve convocar os aprovados nos concursos públicos e ampliar o número de profissionais nas escolas.

A proposta também é estabelecer parcerias com universidades públicas para oferecer formação continuada aos professores.

Boulos sugere a gestão mais democrática e escolas com mais autonomia na elaboração de seus programas de ensino e a formação de grêmios estudantis.

Com relação aos impactos da pandemia, o plano estabelece que todos os estudantes deverão ter garantido o acesso a equipamentos eletrônicos e internet.

Confira o plano de governo do candidato

Jilmar Tatto (PT)

Jilmar Tatto (PT)

Jilmar Tatto (PT)

Cesar Ogata

O projeto para a Educação do candidato Jilmar Tatto aborda em primeiro lugar a inclusão.

O plano de governo do candidato petista tem como diretrizes: a democratização da gestão; a qualidade social, a inclusão e a equidade; a valorização dos profissionais da Educação; e a democratização do acesso e permanência.

Tatto pretende lançar o embrião de uma universidade municipal através da expansão da rede UniCEU, estabelecendo parcerias com outras instituições de ensino superior, integrando projetos de pesquisa, extensão e incubadoras.

Confira o plano de governo do candidato

Joice Hasselmann (PSL)

Joice Hasselmann (PSL)

Joice Hasselmann (PSL)

Reprodução/Redes Sociais

A candidata do PSL abre seu plano de governo com suas propostas para a Educação. O programa enfatiza a universalização da educação infantil.

Joice Hasselmann também o uso de vouchers para que as famílias possam escolher as creches para os filhos e assim zera a fila de espera.

Em seu plano de governo, a candidata sugere transformar "o conjunto de quase cinco mil escolas municipais em centros educacionais com as mesmas qualidades e política educacional dos CEUs, guardadas suas diferenças circunstanciais, para atender condignamente os mais de um milhão de alunos matriculados."

Confira o plano de governo da candidata

Levy Fidelix (PRTB)

Levy Fidelix  ( PRTB)

Levy Fidelix ( PRTB)

Divulgação/Globo

O candidato Levy Fidelix do PRTB sugere a instalação de consultórios odontológicos nas escolas. 

Fidelix também pretende colocar a guarda civil metropolitana para guardar as portarias das escolas, que também terão monitoramento de câmeras de segurança.

O candidato pretende acabar com os contratos de merenda, as refeições deverão ser preparadas nas escolas.

Confira o plano de governo do candidato

Marina Helou (Rede)

Marina Helou (Rede)

Marina Helou (Rede)

Reprodução/Redes Sociais

A candidata Marina Helou da Rede destaca em seu plano de governo que as crianças de 0 a 6 anos têm prioridade. A proposta é univesalizar as vagas nas creches e educação infantil até 2026.

Marina também pretende ampliar o número de  vagas na educação integral no ensino fundamental.

A candidata da Rede também pretende melhorar a qualidade da merenda, oferecendo alimentos mais saudáveis e substituindo os ultraprocessados por orgânicos.

Confira o plano de governo da candidata

Márcio França (PSB)

Márcio França (PSB)

Márcio França (PSB)

Danilo M Yoshika/Futura Press/Estadão Conteúdo - 05.11.2020

O candidato à prefeitura pelo PSB, Márcio França, tem como proposta para a área de Educação a revitalização da escola pública e para isso destaca a importância da valorização do professor com formação continuada, reestruturação do plano de evolução de carreira e condições de trabalho adequadas.

França também pretende ampliar o número de vagas em creches na cidade no programa Creches para Todos, que deve construir novas unidades e firmar parcerias com convêniadas, além de integrar com serviços de saúde e assistência social. 

O candidato também sugere a criação de uma universidade digital no município, a UDM, totalmente a distância.

No plano de governo também está prevista a Escola do Amanhã – Escolas Inovadoras, que deverão trabalhar com conceitos de tecnlogia como robótica e programação.

Confira o plano de governo do candidato

Orlando Silva (PC do B)

Orlando Silva (PC do B)

Orlando Silva (PC do B)

Danilo Verpa/Folhapress - 12.08.2020

O candidato do PC do B, Orlando Silva, foca seu plano de governo em Cuidar Primeiro de quem Precisa, com isso, as ações voltadas para a área de Educação estão mais focadas nas área mais vulneráveis e periféricas da cidade, principalmente no que diz respeito a abertura de vagas em creches.

Também pretende melhorar a estrutura das escolas públicas investindo em bibliotecas, quadras e laboratórios.

Confira o plano de governo do candidato

Vera Lúcia (PSTU)

Vera Lúcia (PSTU)

Vera Lúcia (PSTU)

Divulgação/Tácito Yuri Dutra Chimato

Em seu plano de governo, a candidata Vera Lúcia do PSTU se posiciona contra ao retorno das atividades presenciais nas escolas neste período de pandemia.

Vera defende mais recursos para a área: que 30% do orçamento vá para a o para a manutenção e desenvolvimento da educação e 6% seja destinado à para a educação inclusiva.

Além disso, a candidata do Psol é a favor do fortalecimento dos Conselhos Escolares e da Gestão Democrática, buscando maior diálogo, participação e controle pela comunidade escolar.

Confira o plano de governo da candidata

Últimas