Eleições 2020 Eleições 2020: votação é encerrada e apuração do 1º turno vai começar

Eleições 2020: votação é encerrada e apuração do 1º turno vai começar

Eleitores enfrentaram instabilidade no app e-título. Houve prisões de 30 candidatos e substituição de 0,38% das urnas - ou 1.700 unidades

A votação do primeiro turno das Eleições Municipais 2020 se encerrou às 17h deste domingo (15). Começa agora o trabalho de apuração dos votos. Também será possível mensurar o impacto da pandemia de covid-19 no comparecimento dos eleitores aos locais de votação.

Veja a apuração das eleições em todo o país

Votação em Santos (SP)

Votação em Santos (SP)

MARCELA MATTOS / O FOTOGRÁFICO / ESTADÃO CONTEÚDO

Devido ao fuso horário, a votação continua no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima e Amazonas, que estão atrasados em uma hora em relação ao horário de Brasília. No Acre são duas horas de diferença.

Neste primeiro turno das eleições municipais, mais de 147 milhões de pessoas estão aptas para eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Entre as capitais, apenas em Macapá (AP) e em Brasília não há eleição neste domingo. A capital do Amapá, por causa de problemas com fornecimento de energia elétrica, e a capital federal, porque não tem prefeito, nem vereadores.

O dia foi marcado por instabilidade no aplicativo e-Título, usado para justificar ausência no pleito. O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, disse em coletiva concedida às 16h, que o problema foi causado pelo grande volume de usuários "simultaneamente" e de "última hora".

Eleições 2020: Acompanhe ao vivo o dia de votação pelo Brasil

Ele disse ainda que sistema de proteção criado pelo tribunal após o ataque ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) contribuiu para a lentidão. Barroso admitiu que houve uma tentativa de ataque ao sistema do TSE, mas que foi totalmente neutralizado pelo tribunal e também não afetou o sistema de votação de urnas eletrônicas, que não ficam em rede.

Veja também: Eleitor tem 60 dias para justificar caso tenha problemas com e-Título

Na entrevista, Barroso classificou as eleições deste 1º turno como "assustadoramente normais". Segundo ele, um número muito pequeno de urnas precisaram ser substituidas. O percentual foi de 0,38% (1.700 unidades). Houve 30 prisões de candidatos, 20 delas por boca de urna. 

Crimes eleitorais

O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou que até 13h haviam sido registradas 720 ocorrências de crimes eleitorais. Deste total, 169 casos estavam relacionados à compra de votos e 285 por boca de urna. Os dados são da Operação Eleições 2020, coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), vinculado à pasta.

Leia também: Drones flagram boca de urna e ajudam PF a prender criminosos

Pelo Brasil

Em Porto Alegre (RS), um eleitor de 69 anos teve um mal súbito e morreu na fila de votação. A família disse que ele tinha diabetes e insuficiência cardíaca. Em Campinas (SP), um mesário foi preso após abandonar a seção eleitoral cinco horas da abertura da votação. A atitude desrespeita o Código Eleitoral. O mesário foi encaminhado para delegacia. 

Em Arembepe (BA), um cadeirante precisou ser carregado no colo para poder votar no Colégio Municipal Professora Lidia Coelho Pinto por falta de acessibilidade. 

Veja também: Candidato à reeleição, morre prefeito de Passa Quatro em MG

Em Natal (RN), o candidato à prefeitura Delegado Sérgio Leocádio (PSL) agrediu uma equipe de reportagem. Leocádio estava na UNP, sessão eleitoral diferente da que vota normalmente, e, ao ser questionado sobre isso, se irritou e tentou pegar o celular do repórter Ícaro Carvalho, que faz a cobertura das eleições pela Jovem Pan e pela Tribuna do Norte.

Últimas