Eleições 2020 Filipe Sabará tem candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral

Filipe Sabará tem candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral

Expulso do Partido Novo por inconsistências no currículo e na declaração de patrimônio, ele já enfrentava também a renúncia da vice em SP

Filipe Sabará (Novo) tem candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral

Filipe Sabará (Novo) tem candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral

Reprodução/Redes Sociais

O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) indeferiu a candidatura de Filipe Sabará à Prefeitura de São Paulo. Expulso do Partido Novo por inconsistências no currículo e na declaração de patrimônio, Sabará teve a candidatura indeferida neste domingo (25), após a Justiça acatar o pedido movido pelo partido.

No sábado (24), o Novo apresentou um ofício para confirmar a renúncia da candidata à vice na chapa de Sabará, a economista Maria Helena. No mesmo documento, o partido informa que não vai indicar um novo candidato a vice, solicitando a exclusão da chapa do processo eleitoral.

Leia mais: Eleições em SP: Vice de Sabará renuncia e aprofunda crise no Novo

"Embora ainda no período previsto para substituição de candidatos, o Diretório Municipal de São Paulo deliberou pela não substituição, com a consequente extinção dos pedidos de registro, em cumprimento a todas as normas de regência", diz um trecho do pedido movido pelo Novo.

Apesar do indeferimento da candidatura, a propaganda de Sabará no horário eleitoral gratuito foi ao ar normalmente no rádio na manhã desta segunda-feira (26).

Veja também: Diretório do Novo não indica vice para Sabará, que perde aliados

A candidatura de Sabará foi marcada por atritos com o partido que o lançou, o Novo. O candidato chegou a ser impedido pela sigla de fazer campanha, em setembro. O processo de desgaste entre o candidato e o partido culminou com a sua expulsão na última quarta-feira (21) após decisão da Comissão de Ética. A expulsão de Sabará ocorreu horas depois do candidato criticar a cúpula do partido, durante sabatina do Estadão.

Últimas