Eleições 2020 Partido decidirá apoio no 2º turno em São Paulo, diz Russomano

Partido decidirá apoio no 2º turno em São Paulo, diz Russomano

De acordo com os dados divulgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), às 23h43, candidato tinha 10,49% (323.494 votos válidos), na quarta posição

  • Eleições 2020 | Ingrid Griebel, da Record TV, e Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, Celso Russomanno (Republicanos)

Na imagem, Celso Russomanno (Republicanos)

Reprodução

O candidato Celso Russomanno (Republicanos) afirmou, na noite deste domingo (15), que irá discutir com seu partido qual candidato receberá o seu apoio em segundo turno para a Prefeitura de São Paulo.

"Essa é uma discussão de partido, eu sou uma pessoa de partido, tenho mostrado isso o tempo todo. Nós vamos discutir com o partido e o partido tirará essa decisão”, afirmou.

Leia mais: Covas (PSDB) e Boulos (PSOL) farão segundo turno em São Paulo

De acordo com os dados divulgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), às 23h43, Russomanno tinha 10,49% (323.494 votos válidos), na quarta posição.

Veja também: Paes e Crivella disputarão segundo turno no Rio de Janeiro

A disputa é liderada por Bruno Covas (PSDB) com 32,81% (1.011.243 votos) e Guilherme Boulos (PSOL) com 20,35% (627.165 votos). Dessa forma, Covas e Boulos vão ao segundo turno em São Paulo, previsto para ocorrer em 29 de novembro.

"Nós saímos de uma campanha bem clara, transparente, em que a gente assumiu um lado e, se tem alguma coisa que ninguém pode negar aqui, é a nossa fidelidade, nossa hombridade, em ter lado e fazer da maneira certa", disse.

"Essa é uma campanha do tostão contra o milhão. Os números falam por si, nós tínhamos poucos recursos, fizemos o que dava pra fazer com os recursos. Não pudemos fazer muito impulsionamento e está cada vez mais claro que o impulsionamento nas redes sociais demonstra uma força muito grande”, encerrou.

Últimas