Eleições 2020 SP: 'Estupro culposo', desigualdade e saúde marcam agenda desta quarta

SP: 'Estupro culposo', desigualdade e saúde marcam agenda desta quarta

Candidatos falam sobre projetos paro centro da capital, participam de debate sobre desigualdade e citam caso da influenciadora Mariana Ferrer

Vera Lúcia (PSTU) cobrou punições para envolvidos no processo de Mariana Ferrer

Vera Lúcia (PSTU) cobrou punições para envolvidos no processo de Mariana Ferrer

Divulgação/Tácito Yuri Dutra Chimato

Os candidatos à Prefeitura de São Paulo reforcaram propostas para a revitalização do centro, saúde e citaram o caso Mariana Ferrer — influenciadora catarinense que denunciou um empresário por estupro, mas foi humilhada pelo advogado do acusado — durante a agenda pública desta quarta-feira (4), entre outros temas.

As eleições municipais serão realizadas no dia 15 de novembro e o segundo turno de votações está  marcado para o dia 29 do mesmo mês.

Leia também: Em 38% das cidades só há candidato branco a prefeito

A campanha eleitoral começou oficialmente no dia 27 de setembro e o R7 tem divulgado os compromissos de campanha de todos os 14 concorrentes à administração municipal paulistana. O critério definido para apresentação foi a ordem alfabética.

Andrea Matarazzo (PSD)

O candidato do PSD, Andrea Matarazzo, visitou a rua 25 de Março pela manhã. À tarde, ele foi entrevistado na série de sabatinas do jornal O Estado de S.Paulo.

Na visita ao centro, Andra Matarazzo se comprometeu a implementar em toda a cidade o projeto de reciclagem feito na região.

Matarazzo visitou a rua 25 de Março ao lado da vice em sua chapa, Marta Rocha

Matarazzo visitou a rua 25 de Março ao lado da vice em sua chapa, Marta Rocha

Divulgação

"Hoje viemos na rua 25 de Março ver o modelo de coleta de reciclagem. Todos os dias os lojistas descartam o material reciclável em um local determinado e uma empresa privada recolhe e dá a destinação correta para esse material. É um modelo que podemos estender para outros polos comerciais, onde a grande parte do lixo é papelão, papel e plástico", declarou.

O projeto Recicla 25 foi implantado no dia 25 de março de 2019 e é uma parceria entre lojistas, catadores de recicláveis e o Sindicato dos Aparistas de São Paulo (Sinapesp) para que o descarte de recicláveis da região seja feito em local adequado.

O candidato também apresentou para os comercianteso seu projeto para a criação do Circuito de Compras, que será feito entre as regiões do Brás, do Bom Retiro e da Rua 25 de março, com melhoria da iluminação, das calçadas, da segurança e com a instalação de estacionamento para receber ônibus de turismo, para o conforto de consumidores e lojistas.

Depois, Matarazzo participou da apresentação do Mapa da Desigualdade 2020 e fez palestra para um grupo de profissionais liberais e empresários.

Antônio Carlos Silva (PCO)

O candidato do PCO, Antônio Carlos Silva, fez panfletagem na estação de metrô Sacomã, na zona sul. À tarde, ele visitou casas no bairro Heliópolis. Depois, participou de nova panfletagem no Metrô Ipiranga.

Arthur do Val (Patriota)

O candidato a prefeito pelo Patriota, Arthur do Val Mamãe Falei, foi à zona sul, em Parelheiros, acompanhar a população no transporte público, às 5h30.

À tarde, ele teve reunião interna com Hélio Beltrão e gravou programas para o horário eleitoral.

Bruno Covas (PSDB)

O candidato do PSDB à reeleição, Bruno Covas, passou por uma sessão de imunoterapia no hospital Sírio-Libanês durante a manhã. Depois, ele gravou material para o programa eleitoral.

À tarde, Bruno Covas participou do ciclo de debates do Secovi (Sindicato da Habitação) e de uma celebração religiosa, no Ipiranga.

Celso Russomanno (Republicanos)

O candidato do Republicanos, Celso Russomanno participou de uma caminhada com mulheres no centro de São Paulo.

Filipe Sabará (Novo)

O candidato do Novo, Filipe Sabará, não tem agenda desde que o pedido de candidatura foi indeferido.

Guilherme Boulos (PSOL)

O candidato do PSOL, Guilherme Boulos, foi entrevistado na Sabatina Uol, às 10h, e depois realizou uma caravana na Freguesia do Ó, zona norte da cidade.

À tarde, o candidato saiu em caravana para a Brasilândia, também na zona norte e, depois, para a Vila Sabrina. Depois, Boulos concedeu entrevista para a TV Gazeta.

Boulos reafirmou promessas na área da saúde

Boulos reafirmou promessas na área da saúde

Reprodução

Durante a agenda na região da Brasilândia, Boulos disse que o hospital da região opera com apenas 12% dos leitos abertos, abaixo da capacidade, assim como outros equipamentos da cidade.

Por isso, o candidato reafirmou que pretende priorizar a reabertura dos hospitais da cidade, caso seja eleito. "No meio de uma pandemia, São Paulo com mais de 13 mil mortos, e tem hospital fechado. Isso é inadimissível. Vou reabrir todos os hospitais e ampliar os hospitais que hoje funcionam parcialmente para funcionarem de forma integral. Isso vai ser uma prioridade"

Guilherme Boulos também prometeu construir novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) em regiões carentes de serviõ de saúde na cidade. Ainda segundo o candidato, o atendimento nas novas unidades deverá ser ampliado para o horário noturno e fins de semana. 

Jilmar Tatto (PT)

O candidato do PT, Jilmar Tatto, concede entrevista virtual ao portal DCM, às 10h. Das 13h às 13h50, será entrevistado na rádio Jovem Pan. A partir das 14h30, fará carreata no bairro Perus, finalizando às 16h.

Joice Hasselmann (PSL)

A candidata do PSL à prefeitura, Joice Hasselmann, visitou a obra com Sintracon às 6h30, e teve reunião com a equipe do plano de governo.

Depois, Joice participarou de um almoço com empresárias e gravou programas para o horário eleitoral.

À noite, a candidata fechou o dia em reunião com a Associação dos Procuradores do Município de São Paulo.

Levy Fidelix (PRTB)

O candidato do PRTB, Levy Fidelix, foi entrevistado pela rádio Eldorado pela manhã. À tarde, ele concedeu entrevista sobre o Mapa da Desigualdade 2020, da Rede Nossa São Paulo.

Márcio França (PSB)

O candidato do PSB, Márcio França, foi entrevistado pela rádio Bandeirantes às 9h e visitou a Galeria do Rock, no centro, onde defendeu a renovação da região com a transformação de prédios ociosos em moradias populares..

Márcio França não quer apenas que as pessoas tenham comércio na região, mas também a oportunidade de morar com financiamento e facilitação da Prefeitura. "Nós precisamos incentivar as pessoas a voltarem a investir no centro", disse.

Márcio França visitou a Galeria do Rock e prometeu revitalizar o centro

Márcio França visitou a Galeria do Rock e prometeu revitalizar o centro

Divulgação/Fernanda Luz

O político disse ainda que a região central da capital paulista tem várias qualidades, e que a Galeria do  Rock é um bom exemplo. Segundo ele, o local, que virou ponto de economia criativa, traz cultura, arte e, em especial, a geração de emprego para aquela comunidade.

Para a periferia, o candidato quer fazer a desapropriação amigável das áreas, espaço por espaço, com topógrafo, para entregar a escritura definitiva mais rapidamente. "Se ela [prefeitura] fizer topografia de lote por lote, entrega para cada um a escritura no final de um ano”, declarou Márcio França.

À tarde, o candidato psdebista foi entrevistado pelo Todos Pela Educação e pelo Estadão. À noite, ele e Antonio Neto, candidato à vice na chapa, seriam sabatinados pela ComBrasil.

Marina Helou (Rede)

A candidata a prefeita pela Rede Sustentabilidade, Marina Helou, foi entrevistada pela rádio Trianon e participou de uma roda de conversa com mães e a candidata a vereadora Lígia. Ambos os compromissos ocorreram no período da manhã.

À tarde, Marina jogou videogame com candidatas e participou de entrevista sobre o Mapa da Desigualdade 2020, da Rede Nossa São Paulo.

À noite, a candidata da Rede esteve em uma live com a economista Olivia Carneiro e participou de um bate-papo com a chapa de candidatos a vereança da legenda.

Orlando Silva (PCdoB)

Até a publicação deste texto, não foi divulgada a agenda do candidato Orlando Silva, do PCdoB.

Vera Lúcia (PSTU)

A candidata do PSTU, Vera Lúcia, gravou vídeos de campanha durante a manhã e, à tarde, participou de debate sobre o Mapa da Desigualdade e do Programa Cidades Sustentáveis.

Durante a agenda, Vera Lúcia criticou o tratamento dispensado por integrantes do poder público às vítimas da violência sexual no país em razão do caso Mariana Ferrer, influenciadora que foi humilhada pelo advogado do acusado de estupro — absolvido por falta de provas pelo TJ-SC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina).

“Não existe estupro culposo. Inaceitável a decisão da justiça que inocentou o empresário André Camargo Aranha. Isso é repugnante e expõe a normalização da cultura do estupro. Precisamos exigir justiça por Mariana Ferrer, anulação do julgamento, com cassação da OAB do advogado e afastamento imediato do procurador do MP e do juiz do caso. Precisamos de um novo julgamento com a presença de representantes mulheres. Punição para todos os estupradores", declarou Vera.

*O R7 divulga diariamente as notícias sobre o dia de campanha dos postulantes ao cargo de prefeito da capital paulista. O espaço no portal está aberto a todos os candidatos.

Veja o currículo dos candidatos à Prefeitura de São Paulo:

Últimas