Eleições 2020 TCE divulga lista com 1.516 gestores com contas irregulares em Minas

TCE divulga lista com 1.516 gestores com contas irregulares em Minas

Documento está de posse da Justiça Eleitoral, que pode invalidar as candidaturas de nomes com problemas; confira alguns dos nomes na lista

Lista inclui irregularidades dos últimos 8 anos

Lista inclui irregularidades dos últimos 8 anos

Divulgação/TCE/Alda Clara

O Tribunal de Contas do Estado divulgou nesta segunda-feira (28), uma lista com mais de 1.500 nomes de gestores e ex-gestores públicos com irregularidades nas contas públicas. A lista já está na Justiça Eleitoral.  

São prefeitos e ex-prefeitos que não tiveram as contas aprovadas pelas Câmaras municipais em seus mandatos ou cujas contas de governo, por exemplo, foram consideradas irregulares ou funcionários públicos. 

A lista inclui 1.516 nomes que, em alguns casos, tiveram irregularidades constatadas em mais de um processo. Ao todo, nos últimos anos, foram 2.099 irregularidades julgadas conforme a lista do TCE-MG.

De acordo com o TRE-MG, após o prazo para registro dos candidatos, esgotado no último sábado (26), todas as candidaturas a cargos públicos nas eleições deste ano são julgadas pelo órgão. Nesse caso, o Tribunal pode declarar a inelegibilidade do postulante. 

Dentre os nomes que constam na lista, alguns são conhecidos dos eleitores mineiros, sobretudo no interior do Estado. É o caso dos ex-prefeitos Carlaile Pedrosa (Betim), Antério Mânica (Unaí), Alberto Bejani (Juiz de Fora) e Warmillon Braga (Pirapora). 

Candidato à reeleição

Ao menos um prefeito que tenta a reeleição está incluído na lista do TCE. Nardyello Rocha (Cidadania) era presidente da Câmara de Ipatinga em 2007, quando foram constatadas irregularidades no pagamento de planos de saúde para servidores, além de uma série de outros gastos que, no entendimento do TCE, não seriam da competência da Câmara, como coroa de flores, cartões personalizados para vereadores, dentre outros. 

Nardyello foi condenado a pagar multa de R$ 900.  A reportagem entrou em contato e aguarda posicionamento do candidato à reeleição. 

Últimas