Eleições 2022 Justiça Eleitoral nega registros de candidatura de Witzel e Garotinho no RJ

Justiça Eleitoral nega registros de candidatura de Witzel e Garotinho no RJ

Tribunal entendeu que ex-governadores estão inelegíveis; Witzel era candidato a governador, e Garotinho a deputado federal

Witzel e Garotinho têm candidaturas negadas

Witzel e Garotinho têm candidaturas negadas

Agência Brasil/Montagem - Arquivo

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) negou os registros de candidatura de Wilson Witzel (União Brasil) ao governo do estado e de Anthony Garotinho (União Brasil) à Câmara dos Deputados. Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TRE-RJ entendeu que Garotinho permanece inelegível por ter sido condenado pelo próprio tribunal por corrupção eleitoral e pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro por improbidade administrativa. A decisão foi confirmada em julho de 2022.

Wilson Witzel foi condenado à perda do cargo de governador pelo Tribunal Especial Misto, em abril de 2021, por crimes de responsabilidade em fraudes na compra de equipamentos e celebração de contratos durante a epidemia, e a 13 anos, 9 meses e 20 dias de prisão, por corrupção, associação criminosa, supressão de documento e coação cometidos ao longo do processo eleitoral de 2016.

Ele continua inelegível por ter sofrido impeachment em 2021 e não pode exercer qualquer cargo público por cinco anos.

Até o momento, 24,4 mil candidaturas, das 29,1 cadastradas, foram julgadas pela Justiça Eleitoral. O prazo para que todas as candidaturas sejam analisadas termina em 12 de setembro, 20 dias antes da data marcada para o primeiro turno.

Últimas