Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Abel se desculpa com repórter por resposta rude e admite jogo ‘menos inspirado’ do Palmeiras

Abel Ferreira abriu a coletiva de imprensa após o empate com o Atlético Goianiense com o pedido de desculpas que prometera que faria...

Estadão Conteúdo|Do R7


Abel Ferreira abriu a coletiva de imprensa após o empate com o Atlético Goianiense com o pedido de desculpas que prometera que faria. Ele pediu perdão ao repórter Guilherme Gonçalves pela maneira rude com a qual respondeu a uma pergunta do jornalista há uma semana, depois da vitória do Palmeiras sobre o Botafogo no Engenhão.

“Queria começar essa conferência com o assunto Guilherme. Confirmo tudo que disse, fiz questão de falar publicamente e confirmo tudo que disse. Liguei para ele, pedi desculpa e está tudo bem entre nós. Queria deixar isso esclarecido aqui”, falou o português. O próprio jornalista havia dito que o treinador faria essa retratação.

Enterrado o assunto, Abel voltou a falar sobre futebol. Mais calmo do que o habitual na conversa com os jornalistas, ele admitiu que “não foi o jogo mais inspirado” do Palmeiras diante do Atlético-GO. No entanto, enalteceu a sua equipe por ter evitado a derrota.

“Para vocês verem o quanto difícil é, parece fácil, mas não é ganhar e pontuar fora. Tem a ajuda do seu terreno, público e quando não dá para ganhar é importante somar pontos. Hoje não foi nosso jogo mais inspirado, embora tenhamos entrado bem, mas dentro daquilo que as equipes produziram o resultado foi justo”, avaliou.

“Sei que é verdade que não merecíamos sair daqui derrotados, mas também não como uma vitória”, emendou o português. Se o desempenho não foi bom, o ponto fora é valioso porque ajuda o Palmeiras a se aproximar do título. A vantagem na liderança diminuiu, mas ainda é grande. São 67 pontos somados, dez de diferença para o vice-líder Inter.

Ele mais uma vez foi questionado sobre a utilização de Endrick. O jovem atacante de 16 anos fez sua estreia entre os profissionais na goleada por 4 a 0 sobre o Coritiba, na última quinta-feira. Em Goiânia, o garoto não foi utilizado e permaneceu no banco de reservas.

“Já falei muito sobre o Endrick. É preciso ter cuidado. Vocês sempre perguntam, vocês viram a ansiedade que ele entrou para fazer um gol. Está treinando conosco, precisamos ter paciência e vai entrar quando eu quiser entender que será necessário”, disse.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.