Morte de Stephen Hawking deixa um vazio para a ciência

O físico inglês é considerado um dos cientistas mais renomados do mundo e o mais popular desde Einstein. O homem dono de uma das mentes mais brilhantes da história sofria a décadas de esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa que causa a morte dos neurônios motores, responsáveis pelos movimentos do corpo. Stephen morreu aos 76 anos por causa ainda não revelada e deixa um grande legado para a comunidade científica.

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log