Ver o conteúdo do artigo
Do R7

Mariana Soares, do Jornal da Record

Quando o tema foi aprovado pra virar uma série para o Jornal da Record, comecei a pesquisar sobre o assunto, como faço a cada nova produção. A fome é algo que está no nosso cotidiano, que todos sentimos. Sendo assim, parece simples de definir, mas se mostrou complicada de retratar logo nos primeiros dias de apuração.

O fato de cada pessoa sentir fome de uma forma e com uma frequência diferente me fez pensar em como poderíamos trazer aspectos individuais de um assunto que diz respeito a algo coletivo. Uma ideia foi a de retratar, ao longo das gravações, o que as pessoas tinham vontade de comer. Foi então que combinei com a equipe que faria vídeos com meu próprio celular fazendo uma pergunta simples: "você tem fome de quê?"

Uma questão com infinitas respostas. Se seu estômago está vazio, o que você gostaria de degustar? Parece fácil responder. Porém, para a minha surpresa, as pessoas pensavam e demoravam pra falar sobre isso.  Alguns até se emocionaram. Outras sentiam vergonha. Talvez por quererem comer muitas coisas ou então por ter uma alimentação tão restrita que não conseguem escolher apenas uma opção. Ouvi de tudo: bolacha, pipoca, pão com manteiga, carne, sorvete, chocolate, verdura, frutas, queijo, pizza, bolo...
 

Joseane Cesário da Silva, de 21 anos, de Iguaracy, sertão do Pernambuco disse que tem "fome de besteiras, coisas de crianças, salgadinho, pastel, coisas bobas". 

O irmão dela, Thiago, de 17 anos, diz que gostaria muito de comer pudim. Ele emenda, logo depois de citar o nome do doce "porque eu nunca provei, nunca experimentei. Só vejo pela tela do celular".

Dona Maria das Dores, que mora em Araçuaí, no interior de Minas Gerais,  respondeu enquanto descascava mandioca: "na hora da fome até farinha com sal eu comeria". 

Me chamou a atenção o fato de ter ouvido na maioria das respostas dois alimentos: "arroz e feijão". Se esses eram uns dos únicos alimentos que eles tinham para comer na maior parte dos dias, por que sentiam vontade de comer isso? Por que não tinham fome de outros alimentos? Deve ser porque era exatamente o arroz e o feijão que realmente matava a fome dessas pessoas, antes que a fome os matassem.


motorista e auxiliar: Antônio Clodoaldo cinegrafista: Antônio Carlos Barbosa repórter: André Tal produtora: Mariana Soares fotos: André Tal e Mariana Soares edição e coordenação digital: Marcio Strumiello