Home office em prédio sem energia

A diretora de vendas Luciana Paranhos teve a rotina completamente alterada com a chuva que paralisou São Paulo nesta segunda-feira, 10. Moradora da região da Pompeia, na zona oeste de São Paulo, ela ficou sem energia elétrica a partir das 5 horas. "O prédio está funcionando com gerador, mas a energia deve acabar logo", contou. Ela foi liberada pela empresa para trabalhar em home office.

A motorista que faz o transporte da filha, Beatriz, de 13 anos, que estuda em um colégio na região da Avenida Paulista, cancelou o serviço. "Ela não estava conseguindo cruzar as marginais e ficou presa na rua", disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.