Hora 7 Adolescente se recupera após ser abocanhado por crocodilo em hotel

Adolescente se recupera após ser abocanhado por crocodilo em hotel

Charlie foi mordido em junho, durante as férias em Cancún e agora faz campanha pela segurança de hotéis no país

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Resumindo a Notícia

  • Um adolescente se recuperou totalmente após ser abocanhado por um crocodilo
  • Ele estava de férias em um resort de luxo no México, quando sofreu o ataque
  • Inicialmente, os médicos acharam que Charlie perderia a perna atacada
  • Agora, ele faz uma campanha para avisar aos turistas dos perigos representados pelos répteis
Crocodilo foi imobilizado e depois solto novamente na lagoa

Crocodilo foi imobilizado e depois solto novamente na lagoa

Reprodução/Jennifer Buhl (via Good Morning America)

Um crocodilo classificado como "monstruoso" mordeu e quase arrancouo a perna de um adolescente norte-americano que brincava de esconde-esconde durante uma viagem de férias em família.

O ataque foi registrado em Cancún e quase vitimou Charlie Buhl, de 12 anos, que agora já está quase recuperado do ataque selvagem.

Charlie brincava com amigos no deck da piscina do do Club Med Cancun, em 18 de junho. Com um amigo, ele se escondeu em uma escada, que terminava em uma lagoa.

Enquanto esperava o momento certo de sair e vencer a brincadeira, ele sentiu que foi esfaqueado. Mas não era a ação de algum criminoso, mas sim de um crocodilo que pulara da lagoa em busca de um pouco de carne.

O menino contou ao programa Good Morning America que foi puxado para dentro da lagoa.

"Foi muito forte. Não tinha nada que pudesse fazer", afirmou ele.

Os gritos de Charlie e do amigo dele foram ouvidos por uma mulher próxima, que chamou ajuda.

Segundo médicos, Charlie chegou perto de perder a perna

Segundo médicos, Charlie chegou perto de perder a perna

Reprodução/Jennifer Buhl (via Good Morning America)

Três homens conseguiram fazer o resgate: um cobriu os olhos do animal com um travesseiro, outro apertou o corpo dele para tentar diminuir a força que ele exerce com a boca e um terceiro o puxou da boca do animal assim que teve a oportunidade.

VALE O CLIQUE: Jacaré fogoso é imobilizado por 12 homens e isolado de outros animais

O primeiro diagnóstico afirmou que muito provavelmente o menino perderia a perna por causa da gravidade dos ferimentos.

Foram quatro semanas de tratamento intenso, com todas as despesas médicas cobertas pelo resort onde eles estavam. As medidas emergenciais foram fundamentais para Charlie conseguir manter a perna dele.

Agora, mãe e filho pedem que guias turísticos alertem para os perigos dos crocodilos do México.

NÃO PERCA: Castrar os hipopótamos de Pablo Escobar é 'apavorante', diz bióloga

"Só quero que as pessoas saibam que podem morrer lá", disse Charlie durante a entrevista.

O hotel se comprometeu a sinalizar melhor as áreas perigosas, e acrescentar luzes para alertar os turistas de áreas onde os crocodilos podem estar.

LEIA ABAIXO: Sem-teto é abocanhado e levado ao fundo de laguna por crocodilo

Últimas