Hora 7 Agressor vira bebida em jovem após levar fora e descobre que ela é lutadora de muay thai

Agressor vira bebida em jovem após levar fora e descobre que ela é lutadora de muay thai

Homem rejeitado levou socos e chutes da artista marcial, além de ter sido demitido do hotel onde trabalhava, na Tailândia

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Um homem foi flagrado virando um copo de bebida sobre a cabeça de uma jovem.
  • O ato de assédio ocorreu em um restaurante de Bangkok, capital da Tailândia.
  • O que o agressor não contava é que a vítima é uma conhecida lutadora de muay thai.
  • Após levar socos e chutes da praticante de arte marcial, ambos foram levados à delegacia.
Agressor virou bebida em lutadora de muay thai e levou a pior

Agressor virou bebida em lutadora de muay thai e levou a pior

Montagem/R7, com Vídeos/Facebook

Um homem foi flagrado virando um copo de bebida sobre a cabeça de uma jovem, em um restaurante de Bangkok, capital da Tailândia. O que ele não contava, é que a vítima é Pareploy Saeaia, uma conhecida praticante de muay thai, com um cartel de 40 vitórias em 50 lutas disputadas.

Segundo o site de notícias ThaiPBS World, o assédio, capatado por uma câmera de vigilância, ocorreu após Pareploy ter se recusado a brindar com o agressor.

A confusão viralizou nas redes e resultou na ida dos envolvidos à delegacia, onde eles acabaram multados em 1.000 baht — valor equivalente a R$ 160.

O homem, por ter sujado as roupas da lutadora, e Pareploy, pelos socos e chutes desferidos durante a briga. Assista abaixo:

Diante das autoridades, o agressor pediu desculpas à vítima e ambos concordaram em retirar as queixas que um tinha contra o outro.

No entanto, a repercussão do incidente teve pesos diferentes para os dois. Enquanto Pareploy caiu nas graças dos internautas, o agressor perdeu o emprego no hotel onde trabalhava.

Vale o clique: Lojistas usam técnica de Zangief para deter suspeito de roubo

A decisão foi comunicado pela página de Facebook do estabelecimento.

Em entrevista ao ThaiPBS World, a lutadora revelou que essa foi a primeira vez que viveu uma situação do tipo. "Acho que as leis tailandesas deveriam mudar", pontuou, "as [vítimas] não podem responder e nem se defender?"

Além disse, ela também sugeriu que as escolas do país ensinem autodefesa e igualdade de gênero aos alunos. 

Já a levantadora de peso a seguir respondeu um assédio com um soco na cara do assediador. Confira!

Últimas