Hora 7 Albatroz ganha fama mundial ao fazer pouso bisonho ao vivo

Albatroz ganha fama mundial ao fazer pouso bisonho ao vivo

Ave gigante foi flagrada em momento desastrado por transmissão de reserva natural da Nova Zelândia

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Resumindo a Notícia

  • Um albatroz-real-meridional virou meme instantâneo ao fazer um pouso desastrado
  • A ave bateu com o bico na grama, deu uma cambalhota e ficou estirada
  • 'Felizmente, apenas o filhote viu", afirmou um perfil no Twitter
  • Reserva natural transmite época de reprodução dos albatrozes todo ano
Animal mostrou que pousar é um problema para aves grandes

Animal mostrou que pousar é um problema para aves grandes

Reprodução/Twitter/@RoyalAlbatrossCam

Um pouso estabanado capturado por uma câmera tornou um albatroz mundialmente famoso. O momento risível foi visto ao vivo por dezenas de pessoas e logo depois compartilhado em diversas redes sociais.

No movimento desastrado, a ave bate de cara no chão, rola e ainda chacoalha as pernas pro alto, em uma inútil tentativa de recuperar a dignidade.

As imagens foram transmitidas ao vivo da Reserva Natural Taiaroa Head, na Ilha Sul (Nova Zelãndia), e protagonizadas por um albatroz-real-meridional (Diomedea epomophora), um animal especialmente grande, chegando a 3 m de envergadura e 9 kg.

"Voar para o albatroz é geralmente fácil, pousar pode ser um pouco mais difícil", afirmou a legenda divertida do clipe compartilhado posteriormente pelo perfil Royal Albatross Cam. O vídeo foi visto mais de 1 milhão de vezes.

"Por sorte, a ave se recuperou rapidamente após a cambalhota e apenas o filhote estava assistindo", completou o perfil.

"Eu, voltando do pub às 2 da manhã", um comentário disse.

Transmissão real

O serviço de transmissão ao vivo dos ninhos de albatrozes foi criado pelo Departamento de Conservação da Nova Zelândia, em parceria com o Laboratório de Ornitologia Cornell.

A câmera transmite sem parar durante o período de reprodução das aves na região.

Segundo o site da organização, os albatrozes-reais-meridionais estão entre as maiores aves marinhas do mundo e vivem regularmente até os 40 anos. A espécie é classificada como "em risco", por especialistas.

LEIA ABAIXO: Bico-de-tamanco: a ave tão estranha que é difícil crer que seja real

Últimas