Hora 7 Aluna morre após ser picada por mamba negra em sala de aula

Aluna morre após ser picada por mamba negra em sala de aula

Serpente altamente venenosa mordeu uma coxa da vítima, de 17 anos, em escola num distrito no Zimbábue

  • Hora 7 | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Uma aluna do ensino médio de uma escola do Zimbábue morreu em sala de aula

  • Melody Chiputura, de 17, que estava na carteira que sempre ocupou, foi picada por uma mamba negra

  • A serpente altamente venenosa acabou morta por alguns alunos logo em seguida

  • No entanto, a vítima não resistiu a caminho do hospital e morreu durante o trajeto

Aluna de escola no Zimbábue morreu após ter sido picada por uma mamba negra em sala de aula

Aluna de escola no Zimbábue morreu após ter sido picada por uma mamba negra em sala de aula

Montagem/R7, com Reprodução/CCBY/Tim Vickers — 25/12/2018 (Domínio Público); Reprodução/The Herald

Uma aluna do ensino médio de uma escola no distrito de Rushinga, no Zimbábue, morreu em sala de aula, após ter sido picada por uma mamba negra. De acordo com o jornal local Herald, Melody Chiputura, 17, foi atacada pelo réptil em uma das coxas, no momento em que retornava das práticas esportivas.

A serpente, altamente venenosa, acabou morta por alguns alunos logo em seguida, enquanto a vítima era encaminhada ao hospital. No entanto, Melody não resistiu e morreu durante o trajeto.

Em entrevista ao Herald, Joseph Chiputura, o pai da aluna, contou ter recebido uma ligação sobre o incidente dez minutos após a mordida do animal: "Quando chegamos, já era tarde", lamentou. "É difícil de aceitar, é doloroso."

Vale o clique: Exército elabora calendário com gatos gigantes para promover obras civis

Até o momento, Joseph não consegue entender como a mamba negra entrou na sala de aula e picou a filha dele. O diretor da escola, Cristopher Murenga, explicou à publicação que ela foi atacada quando se sentou no lugar que sempre ocupou na sala. "Os alunos entraram em pânico, e alguns pularam pelas janelas. Os meninos levaram Melody para fora e começaram a pedir ajuda", lembrou.

Murenga disse que todos estão em choque e não fazem ideia de onde a serpente possa ter vindo. Segundo ele, o conjunto de salas de aula fica distante do habitat desses animais.

Themba Mangwiro, vice-diretor educacional da província de Mahsonaland Central, onde está localizado o distrito de Rushinga, afirmou que não havia grama alta ao redor do prédio escolar e foi informado que a serpente atravessou uma rodovia próxima, depois que alguém a atacou.

"Esse incidente nos faz perceber que precisamos melhorar a gestão do risco de desastres, que não recebe atenção suficiente nas escolas", disse Mangwiro. Ainda não há informações sobre a possibilidade de alguém ser responsabilizado judicialmente pela fatalidade.

Já a mamba negra a seguir foi resgatada do motor de um carro, após ter recebido pedradas e tijoladas:

Últimas