Hora 7 Cabeleireira dorme bêbada e tem parte do cabelo arrancada por preá

Cabeleireira dorme bêbada e tem parte do cabelo arrancada por preá

Gara Sullivan diz que o porquinho-da-índia nunca tinha feito algo assim e acha que levará um ano para o cabelo voltar ao que era

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

A pobre tutora do animal ficou sem parte do cabelo após uma noite descuidada

A pobre tutora do animal ficou sem parte do cabelo após uma noite descuidada

Reprodução/Daily Mail

Uma cabeleireira só queria uma boa noite de sono após beber demais em uma festa, mas acordou sem parte do cabelo. Não, ela não inventou um corte novo quando estava alcoolizada, mas teve as madeixas devoradas por Dixie, a porquinha-da-índia (espécie também conhecida como preá) de estimação dela.

A história da destruição do cabelo de Gara Sullivan, uma norte-americana de 29 anos, começou no dia de Ação de Graças, um feriado típico de novembro dos Estados Unidos.

Ela voltou para casa após "beber bastante", e decidiu dormir no chão, próxima de Dixie. Por causa do sono pesado, ela só descobriu o "penteado mastigado" no dia seguinte, ao se olhar no espelho.

Gara, que mora no Kentucky, afirma que teve então um turbilhão de emoções: primeiro o horror de ver que parte do cabelo fora embora, e depois o medo que o animal pudesse ficar doente ao engolir os tufos.

Uma rápida investigação revelou que, na verdade, Dixie não engolira o cabelo, apenas o arrancara com os dentes. Os tufos estavam ao lado dela, quase intactos. A história imediatamente viralizou no TikTok, com cerca de 8,6 milhões de visualizações.

"Ela não tem cabelo — é como se ela tivesse ciúme do meu. Ela tem um pouco de cabelo no nariz, mas é só isso", disse Gara à agência de conteúdo Kennedy News, analisando a triste situação.

A cabeleireira diz ainda que não dormirá de forma tão precipitada novamente e acha que o cabelo demorará cerca de um ano para voltar ao que era antes.

LEIA ABAIXO: Sorvete de porquinho-da-índia, besouro ou cogumelo: vai um aí?

Últimas